24º

Coritiba encara tabu contra o “último dos invencíveis”

De todos os rivais da Série A, Sport é o único que nunca perdeu em casa para os coxas-brancas. E eles duelam no domingo

19/09/12 às 23:31 - Atualizado às 23:33   |  Lycio Vellozo Ribas
O meia Everton Ribeiro: “Tabu foi feito para ser quebrado” (foto: Franklin de Freitas)

De todos os times da primeira divisão nacional, o único que o Coritiba nunca derrotou jogando na casa do adversário é o Sport. O tabu vem à tona exatamente na semana em que ambos se preparam para enfrentar um ao outro, num duelo que é considerado “de seis pontos” – os dois têm como atual prioridade afastar-se da zona de rebaixamento. E onde é o jogo? Exatamente onde o time paranaense nunca venceu: na Ilha do Retiro.

O tabu dura desde 1971, ano em que começou o Campeonato Brasileiro. O Coritiba não venceu o Sport na Ilha do Retiro nem quanto tinha aquele que é considerado o melhor da história coxa-branca – o hexamcampeão estadual de 1971 a 1976. E nem no ano em que foi campeão brasileiro, em 1985 (ver quadro). Ao todo, foram cinco derrotas e quatro empates (todos em 1 a 1), com oito gols marcados e 15 sofridos. O Coritiba não triunfou na Ilha do Retiro nem pela Série B. Foram dois jogos (em 2006 e 2010) e duas derrotas

“Pelo Coritiba, eu nunca joguei (contra o Sport). O que vale é esse. O que passou eu não sabia”, disse o meia Robinho, que chegou ao clube neste ano. “Agora, a gente precisa ganhar e vai (a Recife) para ganhar”.
No Brasileirão, o Coritiba tem 28 pontos e está em 15º lugar. O Sport tem quatro pontos a menos e, em 17º lugar, abre a zona de rebaixamento. Para os coxas-brancas, um triunfo o faz abrir sete pontos em relação a um concorrente. Um revés faz o Sport encostar perigosamente, ficando a apenas um ponto de distância. Daí a denominação “jogo de seis pontos”, comumente associada a partidas com essas circunstâncias. “Na verdade, todos os jogos têm sido de seis pontos. O Atlético-GO foi. O Santos, deixamos abrir seis. Agora tem que vencer, não pode pensar em outro resultado”, falou Robinho.

Na verdade, um outro resultado – o empate – não seria tão mau assim em termos de tabela. Se por um lado não quebra o tabu, ao menos a igualdade no placar não deixa o Sport se aproximar. Mas os coxas-brancas têm outro pensamento. “Tabu foi feito para ser quebrado e nós esperamos que este seja quebrado neste domingo, pois estamos precisando trazer os 3 pontos para Curitiba”, falou Everton Ribeiro.

Histórico
Duelos entre Sport e Coritiba na Ilha do Retiro
Brasileirão
1971 – Sport 2 x 1 Coritiba
1975 – Sport 1 x 0 Coritiba
1985 – Sport 1 x 1 Coritiba
1986 – Sport 1 x 0 Coritiba
1996 – Sport 3 x 0 Coritiba
1999 – Sport 1 x 1 Coritiba
2001 – Sport 1 x 1 Coritiba
2008 – Sport 4 x 3 Coritiba
2009 – Sport 1 x 1 Coritiba
Série B
2006 – Sport 2 x 0 Coritiba
2010 – Sport 3 x 2 Coritiba


No Couto

Everton Ribeiro
O meia Everton Ribeiro corria risco de pegar de dois a seis jogos de suspensão, por ter sido expulso diante do Figueirense. Mas ontem, em julgamento no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o meio-campista do Coritiba foi penalizado com apenas um jogo de suspensão — já cumprido. Com isso, o jogador está legalmente disponível para a partida deste domingo, às 18h30, contra o Sport, em Recife.

 

Publicidade
0 Comentário