Movimento

31/10/12 às 00:00 por Fernando Tupan

As eleições ainda não acabaram em Curitiba. Após a população escolher os vereadores curitibanos para a próxima legislatura no dia 7 de outubro e o prefeito no domingo passado,agora é a vez dos vereadores escolherem os sete membros da Mesa Executiva da Câmara Municipal.
Disputam a cadeira pertencente a João do Suco (PSDB), os vereadores Paulo Salamuni (PV), Professor Galdino (PSDB), Sabino Piccolo (DEM), Tico Kuzma (PSB), Valdemir Soares (PRB), Serginho do Posto (PSDB), Jorge Bernardi (PDT) e Felipe Braga Cortes (PSDB). Ontem, Gustavo Fruet recebeu alguns telefonemas pedindo apoio. Mas ele disse que não pretende interferir no processo neste momento.
A eleição da presidência da casa legislativa vai ser uma das mais importantes da história.  Ela acontece após um momento de turbulência e por ser o órgão fiscalizador da prefeitura. O novo nome deve ser escolhido entre o grupo dos oito. O vencedor será aquele que assumir o compromisso transparente de uma nova gestão e corrigir as distorções ocorridas nos últimos meses.

Chapachopp
O senador Roberto Requião não quer largar o osso de comandar o diretório municipal e estadual do PMDB no Paraná. Ele está se articulando nos bastidores para tentar voltar a mandar com braço de ferro a legenda estadual e colocar um aliado no municipal. Mas os deputados federais e estaduais também querem ficar por cima da carne seca e não querem se misturar água no choppchucro. 

Mãos dadas
Roberto Requião terá que suar a camisa para voltar a ser o todo poderoso do PMDB. Isolado no partido, o senador conta apenas com dois aliados fortes: o deputado estadual Anibelinho e o deputado federal João Arruda. O grupo do ex-governador recentemente ganhou um apelido carinhoso pelos adversários de dentro do próprio partido: Trio Ternura, em uma alusão a grupo brasileiro dos anos 60.

Unidos
O novo grupo que deseja retirar o cedro das mãos do senador Roberto Requião é formado por antigos aliados e desafetos que estavam afastados da vida partidária. O ex-governador Orlando Pessuti vai estar do lado oposto. Ele é um dos articulistas do Jovem PMDB de Guerra, que reúne nomes como Stephanes Junior e Milton Buabsi, que ainda reunirá deputados federais, estaduais e vereadores.

Articulação
Se no diretório estadual peemedebista a indicação é de duas chapas, o diretório municipal promete ser bem concorrido. Nos bastidores já apareceram três grupos se articulando: um comandando por Roberto Requião e outros movimentados por Professor Altino e Doático Santos, ex-presidente da legenda.

Quem assume
O PSDB em 2008 fez uma grande coligação em 2008. Entre os partidos estava o PR, que teve Íris Simões como um dos suplentes. Ele pode até assumir a cadeira na Câmara Municipal de Curitiba no lugar da vereadora Nely Almeida, que faleceu na segunda-feira.  Mas não esquentará a cadeira. O tucano Iranei Fernandes vai entrar com uma representação para ficar com a cadeira. Simões foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa na década passada após ser acusado de distribuir dentaduras, óculos e cadeiras de rodas em troca de votos, no escritório político chamado de “Casa do Povo”. O irmão, o ex-deputado estadualCarlos Simões, também foi acusado do mesmo crime.

Supremo
A dor de cabeça de Íris Simões está lá em Brasília. Ele foi penalizado e cumpriu a pena. Mas o Supremo Tribunal Federal (STF) legislou que a Lei da Ficha Limpa é retroativa. Então ele vai ter ficar 8 anos fora do mapa político para ter direito a assumir outro cargo no Legislativo ou no Executivo. 

Cortado
Na eleição de 2012, o ex-deputado Geraldo Cartário tentou disputar a prefeitura de Mandirituba. Ele estava inelegível por 3 anos e cumpriu a pena. Mas a Justiça Eleitoral negou o registro baseada na resolução do STF da retroatividade da lei para o caso. No Paraná, outras candidaturas não evoluíram pelo mesmo problema.

Problemas
Os vereadores eleitos poderão ter problemas no caso da Lei da Ficha Limpa municipal não sofrer algumas modificações antes do final do ano. Da forma que ela foi aprovada, os comissionados somente poderão solicitar o documento no dia 2 de janeiro de 2013. As declarações estão levando até 60 dias para serem emitidos. Se demorar tanto tempo, os novos funcionáriosserão efetivados após 1º de março.

Lousa interativa
A vereadora Nely Almeida foi enterrada na tarde de ontem no Cemitério Parque Iguaçu, no Barigui. Políticos de todos os partidos prestaram a última homenagem a defensora dos idosos na capital paranaense. **** O prefeito eleito Gustavo Fruet confirmou na manhã de ontem o nome da irmã Eleonora Fruet no grupo que irá coordenar a equipe de transição da gestão Luciano Ducci para a Fruet. **** A bancada do PSC na Câmara de Vereadores declarou independência no governo Fruet que começa no dia 1º de janeiro. Mas a palavra oposição não foi citada.

Leia mais notícias no
SITE: www.bemparana.com.br/tupan
TWITTER: @fernandotupan  
FACEBOOK: @ Fernando tupan

Últimas de Coluna do Tupan
Coluna do Tupan Redefinição de forças
Coluna do Tupan Relações
Coluna do Tupan Rumo a 2014
Blogs
Ver na versão Desktop