Use a "Memorística" a seu favor

09/07/13 às 00:00 Por Augusto Borba

Use a “Memorística” a seu favor
Quem nunca recorreu à decoreba – ou "memorística" – nos estudos? Sem ela, teríamos dificuldades até em simples contas de adição e multiplicação. No curto prazo, ela pode ser uma grande aliada, dando maior segurança no início do aprendizado de várias áreas do conhecimento.

Mas os alunos não podem se contentar apenas com as informações memorizadas, sob pena de não responderem provas e vestibulares que exigem as correlações que a decoreba não fornece. É muito importante saber interpretar textos e buscar as respostas com base nas interpretações.

Existem técnicas eficazes de memorização, como músicas, charges, piadas e macetes. O essencial é saber associar a “memorística” com aquilo que realmente é significativo – estabelecendo relações com o cotidiano, exemplificando com situações que provoquem certo interesse. Depois de aprender o conteúdo, fazer associações pode ajudar a retê-lo por mais tempo.

Outro método interessante é a repetição por meio da escrita e da oratória. Mas, como qualquer coisa na vida, a “memorística” deve ser utilizada com moderação. O ideal é tentar entender o assunto em questão utilizando os mais variados recursos disponíveis – e hoje, a internet colabora muito para isso. Desenhos, charges, belas imagens, esquemas e vídeos devem complementar o aprendizado, tornando-o mais significativo. Assim, o aluno utiliza maior área do córtex cerebral e pode reter a informação por muito mais tempo. Quando há só a “memorística”, em momentos decisivos, como no vestibular, o conteúdo pode acabar ficando para trás, pois o nervosismo faz esquecer o que foi decorado.

 

Augusto Borba, professor de Biologia do Pré-Vestibular Acesso

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Últimas de Dicas de Vestibular
Dicas de Vestibular Equilíbrio é essencial
Blogs
Ver na versão Desktop