Médica veterinária muda a vida de pacientes

16/08/13 às 00:00 Por Fabiana Ferreira - blogpapopet@gmail.com

O projeto Amigo Bicho nasceu do sonho da médica veterinária Leticia Séra Castanho. Seu amor pelos animais a fez escolher a profissão e colocar em prática o projeto que atualmente reúne voluntários - bicho e gente - para visitar pacientes em hospitais, crianças em escolas de educação especial, jovens e adultos em associações.

Desde 2005, a iniciativa por meio da Terapia Assistida por Animais, auxilia na redução do estresse e da ansiedade, permite a liberação da dopamina – importante neurotransmissor – que entre outros benefícios dá sensação de prazer e motivação e proporciona verdadeiros momentos de felicidade.

A presença de animais faz parte da rotina de muitas instituições e hospitais. Um dos mais conceituados do pais, o Israelita Albert Einstein permite até mesmo a entrada de animais de estimação dos próprios pacientes internados. Projeto da área de humanização com comprovados resultados na recuperação de doentes. Com este princípio, comprovado pela Ciência, que bicho faz bem à saúde, surgiu o Projeto Amigo Bicho.

Letícia reorganiza a agenda das consultas das quarta-feiras no final da tarde para cumprir a missão acompanhada do seu Golden Retriever, o Zaca, originalmente Zacarias. Algumas vezes, as visitas contam com a ilustre presença do seu gato persa Mussum, único exemplar felino do projeto. Letícia é uma reconhecida profissional da área de oftamologia veterinária em Curitiba.

A companhia de bichos faz bem à saúde: reduz estresse e ansiedade, motiva e dá prazer
Acompanhei uma visita na Associação Paranaense de Reabilitação (APR), ali no Cabral. Um grupo de sete cães fez a festa com a criançada, muitas delas cadeirantes e com bastante comprometimento motor. Impossível estar ali e não participar das brincadeiras.  Leticia leva na bolsa um estetoscópio. E assim as crianças podem ouvir os batimentos cardíacos do Zaca. Emocionante de ver.

A veterinária está sempre presente nas visitas, que conta com um grupo de voluntários engajados, que forma uma equipe multidisciplinar com psicólogos, fonoaudiólogos e terapeutas. Uma verdadeira família. A turma sai da visita já combinando a próxima. Ao término delas, alguns cães estão visivelmente cansados.

Para ser amigo bicho - Para integrar o projeto, além de estar com as vacinas e a saúde em dia, os cães passam por um teste de comportamento. Eles precisam ser calmos e obedientes. Não se assustar com qualquer barulho ou até mesmo algum abraço mais apertado. Algo comum entre as crianças. Talvez por isso, a maioria dos cachorros seja da raça Golden Retriever e Labrador. Mas tem vira-lata, buldog, pitbull e tantas outras.

Voluntários humanos - Além das quartas-feiras, as visitas do Projeto Amigo Bicho acontecem aos sábados pela manhã. Durante a semana, a presença dos voluntários é menor. O projeto aceita novos integrantes, de qualquer profissão, com ou sem cachorro. Os interessados devem enviar um email para lecastanho@yahoo.com.br e aguardar o retorno.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop