Conheça a história de pessoas e cães especiais!

15/11/13 às 00:00 Por Fabiana Ferreira - blogpapopet@gmail.com
A líder Mariza e sua matilha (foto: Divulgação)

Você teria um cachorro com deficiência? Conto nesta coluna a história da artesã Mariza e do médico veterinário Leandro. Ambos tomaram esta decisão. Por motivos diferentes, cachorros especiais, com problemas físicos e neurológicos, foram parar na vida destes dois.  

Imagine o que um criador de cães faz com um cachorro com uma pata menor que a outra. Um desconto não dá, não é mesmo?. O jeito é achar alguém que tenha interesse em criar um animal com “defeito”, sem valor para a venda. Foi o caso da Mariza, de Curitiba. Neste ano, a filhote Nala foi a primeira a se juntar à matilha. Em seguida foi o Bruce. Por meio de uma protetora, o casal de Golden Retriever foi parar nas mãos da artesã. A Nala tem uma patinha mais fina que a outra. Já o macho tem uma das patas bem mais curta que a outra. A paixão pela raça veio após assistir o filme Perdidos em São Francisco. Que conta a história de dois cães, um deles Golden, e um gato perdidos na cidade americana.

Mariza hoje tem nove cães, sendo três deles sem raça definida, o restante é tudo Golden. Quatro deles fazem parte do Projeto Amigo Bicho, que leva cães terapeutas para visitas voluntárias em hospitais e instituições. Apenas um dos cães foi comprado. A Brenda, de 11 anos, que é a mais velha da turma. Recentemente, Mariza perdeu o Marley, Golden com epilepsia, encontrado atropelado. Ele não resistiu ao avanço da doença. Ficou sob os cuidados de Mariza por quase quatro anos.

No final do ano, o casal de filhotes se junta ao restante da trupe para fazer a estreia na praia. Este verão promete. Descando merecido antes que a dupla comece a integrar o Projeto Amigo Bicho em 2014.


Toquinha e sua cadeira especial

Uma brincadeira de extremo mau gosto pode ter deixado a cachorrinha sem raça definida, Toquinha, sem as duas patas dianteiras. O médico veterinário Leandro atendeu uma solicitação de socorro e se deparou com a cadela com um grave ferimento, as duas patas dianteiras amputadas, infestada de bicheira e com queimaduras. Após receber o atendimento necessário e ser estabilizada em uma clínica veterinária a cachorrinha resistiu bravamente. A desconfiança é que ela tenha sido vítima de uma explosão de bombinhas. Fato que na época acontecia na região onde foi encontrada, no Uberaba em Curitiba.

Leandro, após socorrer e salvar a vida da Toquinha, optou por ficar com ela. “O destino colocou ela na minha vida. Agradeço muito por ter sido o escolhido e por ela ter lutado como uma guerreira para sobreviver”, conta ao lembrar que após cerca de um ano a cachorrinha faz a alegria da casa.  E apesar das limitações, a Toquinha corre, pula, brinca, faz bagunça, aproveita o quintal e se diverte na Praia do Rosa, uma das mais baladas de Santa Catarina.

Segunda sem carne
Acesse o site www.segundasemcarne.com.br e confira receitas vegetarianas de dar água na boca. A campanha, iniciativa da Sociedade Vegetariana Brasileira, estimula a população a tirar a carne do cardápio e com isso gozar de mais saúde, gerar um impacto menor ao meio ambiente e refletir sobre a maneira como os animais são criados e abatidos para gerar comida. 

Pet fashion
As camisetas premium Jeffer.son misturam moda, tecnologia e sustentabilidade. A confecção do produto segue um processo sustentável, pois a eliminação na criação do fotolito e matriz serigráfica na preparação das cores diminui consideravelmente o uso de materiais e água. Com estampas de animais de várias  espécies, gatos, cachorros, cavalos, onças e animais silvestres, dá vontade de ter todas. Veja em http://loja.jeffersonkulig.com.br/ Lojas em Curitiba, na Rua Saldanha Marinho, 1570 e quiosque no Shopping Curitiba.

3 Comentários

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Amanda
Amar um "especial" é algo indescritível...una lição de vida diária,alegria imensa por cada conquista desses guerreiros...tenho a minha Catarina,uma linda golden com una deformidade na sua para dianteira esquerda,que é mais curta, torta e faltando dedinhos...uma espoleta lutadora!
Amanda
Amar um "especial" é algo indescritível...una lição de vida diária,alegria imensa por cada conquista desses guerreiros...tenho a minha Catarina,uma linda golden com una deformidade na sua para dianteira esquerda,que é mais curta, torta e faltando dedinhos...uma espoleta lutadora!
Anderson
Belos exemplos! Parabéns!
Blogs
Ver na versão Desktop