15º

Perigo também está nas cavas da Grande Curitiba

20/01/14 às 00:00 - Atualizado às 15:32

Mas o perigo não está apenas no Litoral. As altas temperaturas registradas nesta época do ano reforçam a preocupação também em relação às cavas existentes em Curitiba e região. A Defesa Civil de Curitiba alerta a população para que jamais entre nas águas. No ano passado, o Corpo de Bombeiros registrou dez mortes em meio líquidos na região da Grande Curitiba. Neste ano já foram três ocorrências.
“Risco extremo de afogamento e condições impróprias para banho, pesca ou prática de esportes náuticos tornam as cavas locais a serem evitados pela população. Infelizmente, muitas vezes as pessoas ignoram as placas de alerta e sinalização e insistem em entrar nas águas”, afirma o coordenador técnico da Defesa Civil, inspetor João Batista.
Ele informa que, em dias de calor, aumenta muito o número de visitantes em todos os parques, em especial onde há cavas. A maioria dos acidentes ocorre por imprudência das vítimas, em geral adolescentes.
O perigo é maior nas cavas do que no mar porque o fundo das mesmas é totalmente irregular, podendo chegar a até 10 metros de profundidade em alguns trechos. Também há buracos e muito lodo no fundo, o que torna o local uma armadilha para quem se aventura a pular nas águas.
As placas que alertam sobre o perigo das águas são bem visíveis, conservadas e estão localizadas ao longo da margem do rio e das cavas.

 

Dicas para evitar afogamentos

  • Na praia, procure sempre nadar próximo de um posto de guarda-vidas.
  • Pergunte para o guarda-vidas o melhor local para banho.
  • Atenção com crianças, mesmo quando o guarda-vidas estiver por perto.
  • Nade longe de pedras, estacas, piers ou embarcações.
  • Evite ingerir bebidas alcoólicas e antes do banho de mar.
  • Se encontrar crianças perdidas na praia: conduza-as ao posto de guarda-vidas mais próximo ou aos policiais que transitam pela praia.
  • A maioria dos que se afogam sabem nadar e julgam conhecer o local onde nadam.
  • Cuidado com as valas (buracos extensos), são locais que aparentam falsa calmaria que podem puxar mar adentro.
  • Se você entrar em uma correnteza, nade transversalmente a ela até escapar e peça socorro.
  • Surfistas e banhistas devem respeitar os devidos espaços.
  • Simular afogamento, poderá causar pânico em pessoas que estejam próximas e em conseqüência acidentes.
  • Cuidado com objetos quebráveis (vidro) na praia, se encontrar jogue-os em locais apropriados.
  • Evite entrar no mar após ter feito uma grande refeição.
  • Evite adentrar em locais onde estão sendo utilizados veículos aquáticos, para que não ocorram acidentes.
  • Nunca descuide de crianças próximas a locais aquáticos, mesmo em piscinas.
  • Evite pescar com embarcações quando o tempo indicar a possibilidade de chuva com vento forte, devido á formação de marolas que podem alcançar grandes alturas e virar a embarcação.
  • Não pule de pedras e nem nade próximo a elas.
  • Aproveite o verão com responsabilidade.

Fonte: Corpo de Bombeiros

Publicidade
0 Comentário