11º

Menino de 14 anos mata a tia com mais de 30 facadas em Curitiba

Garoto morava com ela há alguns anos e estudava no Colégio da Polícia Militar

06/03/14 às 08:28 - Atualizado às 08:24   |  Plantão 190
Momento em que o corpo da tia deixava o local (foto: João Frigério/Plantão 190)

Barbárie e frieza, é como podemos definir o crime que aconteceu na madrugada desta quinta-feira (6) e assustou moradores da Vila Hauer. Foi na Rua Professora Maria de Assumpção, em um sobrado, uma família de classe média. No local residem Josineire Oliveira Zieben, 43 anos, o marido, bancário que está de viagem em Londres, e um sobrinho de 14 anos que veio do interior há alguns anos para estudar no Colégio da Polícia Militar. O adolescente nesta madrugada, com requintes de crueldade, sem motivo nenhum aparente, atacou a tia com uma faca. Ela foi brutalmente ferida no rosto, pescoço, braços e peito. Foram mais de 30 facadas contra a tia.

A vizinha que reside nos fundos ouviu um pedido de socorro bem baixo. Curiosa ela saiu de casa e foi até na frente da residência onde ouviu mais alguns pedidos de socorro e gemidos, como se alguém estivesse tapando a boca dela. Mais vizinhos ouviram o barulho e se aglomeraram na frente da casa. Assustados eles acharam que se tratava de um sequestro, ou uma situação de estupro. Um soldado do BOPE que também reside ao fundo jogou uma pedra na janela para chamar a atenção de quem estivesse na residência e o adolescente apareceu na janela. O jovem olhou e se retirou. Em seguida foram ouvidos mais gritos de socorro. Foi então que o policial decidiu entrar na residência. Ao chegar à porta, o adolescente se entregou e relatou ter esfaqueado a tia acreditando que ela estivesse morta. O policial então pediu apoio e acionou o Siate e médico. As equipes de socorro chegaram rápido e socorreram a mulher com diversos ferimentos. Ela foi encaminhada em estado gravíssimo ao Hospital do Trabalhador, mas ela não resistiu e morreu devido a gravidade dos ferimentos.

 

Leia mais no Blog Plantão 190

Publicidade
1 Comentário
  • Maria 06/03/14 às 20:27
    Muito triste, que barbárie, o ser humano chegou ao fundo do poço.
    Infelizmente a vida tem pouco valor. É sempre bom prestar mais atenção nos jovens, em suas atitudes, e quem sabe poder evitar uma tragédia.