Padrasto suspeito de abusar de criança é estuprado por colegas de carceragem

09/04/14 às 12:50 - Atualizado às 14:32 Redação Bem Paraná, com agências online

No fim de março, um homem matou seu enteado de 1 ano e 8 meses. Daryell Dickson Menezes Xavier, professor de jiu-jitsu, teria espancado e estuprado o menino em Taguatinga, cidade satélite de Brasília. A criança teve traumatismo craniâno, fissuras no ânus e morreu no último dia 29.

No dia 1º de abril, Xavier, acompanhado de advogados, se apresentou a polícia, foi ouvido e, devido a decreto judicial, está cumprindo prisão temporária de 30 dias. Até que seus colegas de carcegaram descobriram o motivo da prisão do professor e... resolveram “se vingar”.

Quando chegou a carceragem, o professor alertou que sabia lutar jiu jitsu e, caso alguém fizesse graça, poderia se dar muito mal. Aproximadamente 20 homens não se amedrontraram com a ameça e foram pra cima de Xavier.

Xavier foi violentado, encaminhado ao hospital para receber pontos na traseira, e, ao retornar à cela, foi novamente estuprado pelos colegas.

Ao ser preso, Daryell disse a ex-esposa que estava possuído pelo demônio quando abusou da criança. Apesar de ter relatado a possesão à mulher, só seria considerado se ele declarasse por escrito em depoimento.

No momento da prisão do acusado, a mãe da vítima também estava na delegacia. Ela precisou ser contida pelos familiares. O homem ficou detido por alguns minutos e em seguida foi levado ao IML (Instituto Médico Legal) para passar por exame de corpo de delito.

A mãe da criança desabafou nas redes sociais: "Agora nesse momento eu abro minha boca a todos! Não amenizei minha dor, mas comecei a fazer justiça à minha própria paz, ao meu próprio coração. Cara a cara com o assassino do meu neném! Eu o repudio!", escreveu. "Eu entreguei minha vida e a do meu filho pra esse homem cuidar, eu acreditei no amor e na bondade dele, eu o apoiei, eu o amei, e aceitei seus defeitos sem saber que ele era algo muito pior, minha família inteira se encantou por ele, fomos acolhidos e acolhemos ele e seu filho", relata a mulher.

O acusado dava aula de jiu-jitsu para crianças em uma academia, que, segundo a vó do garoto, pertence a mãe de Xavier.

O professor ficou foragido até dia30, quando teve a prisão temporária decretada e decidiu se entregar.

Exames no IML comprovaram que o traumatismo na criança foi provocado por uma "ação contundente". Porém, ainda não foi confirmado que as fissuras no anus da criança foram cometidas pelo acusado. “Não sabemos ainda se isso foi um abuso sexual. Não temos elementos ainda para dizer se essa fissura foi provocada por uma causa interna ou externa, mas a prisão temporária dele já foi decretada pelo homicídio”, declarou a delegada encagerrada pelo caso. Ela também acredita na possibilidade de que Xavier tenha usado um travesseiro para amortecer possíveis socos que ele deu na cabeça do enteado.

6 Comentários

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

RENATA
eu sei q nao conforta mais toda dor que ele sentir ainda e pouco pelo o que ele fez, ele so nao merece morrer, por que ai acaba o que ele passando,bem q si ele morrer ele vai sentar no colo do cão esse trarte ruim
HELIO FACCHINETTI
SÓ MATANDO UM ELEMENTO DESSE
Alexandre Morales
eu nao sei que desgraça passa na cabeças dessas mulheres com criança pequena se envolverem sexualmente com esses anormais... mostrando ou nao mostrando sinais tanto mulheres quanto homens deveriam serem proibidos de relacionamento com menores dentro de casa.... porra 1 ano e 8 meses, tinha tanto fogo assim? cuida da criança. deve estar feliz agora, vai tem tempo pra namorar bastante... sim revoltado, sou pai, tenho nojo desse povo que ponha as necessidades sexuais acima da FAMILIA, ´´e um caso desse toda a semana. povo acha q isso acontece s´´o com os outros, ESCOLHA MELHOR SEU COMPANHEIRO, vc nao tera duas chances
Juliane
Tem que morrer esse desgraçado Deus me perdoe mas ele tem que sentir toda dor q causou a esse lindo menino e a família
ebano dominador
Esse se sair da cadeia vivo,vai virar viadinho,tanta roaladaassim é capaz dele ficar viciado,kkkkkvai lá sabido....
Luc.
E todas as vezes que ele levar pontos no butiá, retornando a cela, que os companheiros arramquem os pontos novamente pelo menos umas 1.000 vezes!!!!!!!
Blogs
Ver na versão Desktop