Klabin atua na conservação de matas nativas

Dentre as principais ações da empresa estão a manutenção de reservas naturais e o manejo florestal em formato de mosaico

22/09/14 às 16:42 Redação Bem Paraná, com assessoria

A Klabin, maior produtora e exportadora de papéis do Brasil, tem como uma de suas principais preocupações a preservação de matas nativas nas regiões onde mantém operações florestais. Exemplo disso é a manutenção das RPPNs – Reservas Particulares do Patrimônio Natural – áreas de mata nativa preservada destinadas à conservação da biodiversidade e à pesquisa científica.

A primeira delas, instalada na Fazenda Monte Alegre, em Telêmaco Borba (PR), conta com 3.852 hectares. Para além da manutenção e proteção do meio ambiente, a instalação também é usada para promover a educação ambiental a estudantes das escolas da região, colaboradores da empresa e à comunidade em geral.

Em maio deste ano, a Klabin inaugurou sua nova unidade de conservação, localizada em Santa Catarina. Com quase 5 mil hectares, a RPPN Complexo Serra da Farofa é dividida em seis grandes blocos localizados nos municípios catarinenses de Painel, Urupema, Rio Rufino, Urubici e Bocaina do Sul. A reserva reúne as nascentes dos rios Caveiras e Canoas, que têm grande importância para a região. A unidade de conservação já identificou cerca de 600 espécies da flora e 75 da fauna.

A empresa, em parceria com a Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi), instituiu também o programa Matas Legais, que orienta pequenos e médios proprietários nos Estados do Paraná e de Santa Catarina para uma atuação mais eficiente e rentável, focando na preservação dos ecossistemas. O programa consiste no oferecimento de cursos, palestras e visitas, além de mudas de plantas nativas para a recuperação ambiental das propriedades.

Em conjunto com estas ações, a Klabin realiza o manejo florestal em forma de mosaico. Ao integrar florestas plantadas de pínus e eucalipto a matas nativas preservadas, o sistema permite a consolidação de corredores ecológicos, que possibilitam a convivência e o trânsito da fauna nativa em seu habitat natural e contribuem diretamente na proteção do solo e da biodiversidade.

Constituída de mais de 242 mil hectares de florestas plantadas para produção de celulose, aliados a 211 mil hectares de florestas nativas de Mata Atlântica destinadas à preservação da fauna e da flora originais e à conservação dos recursos hídricos, mais de 40% da área florestal total da Klabin é destinada à preservação do meio ambiente, reforçando o compromisso da empresa com o desenvolvimento sustentável.

 

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop