Festas infantis versus comida saudável

05/12/14 às 20:40 Luciana Kotaka | lucianakotaka.com.br

As festas infantis fazem parte da vida das mães e das crianças, mas muitas vezes um simples momento de divertimento pode se transformar em um grande problema.

Gostaria de abordar esse tema com vários focos diferentes, todos importantes para auxiliarem as mamães que muitas vezes se angustiam com a grande oferta de comidas e guloseimas que ofertam nesses espaços.

Vou falar um pouco da minha experiência de mãe com um filho com alergia a proteína do leite, situação que hoje é cada vez mais frequente com os nossos pequenos. Meu filho não podia, desde bebê, comer nada que tivesse leite de vaca, no início fiquei bem perdida, mas logo me adaptei e comecei a buscar receitas que pudessem trocar o leite de vaca pelo leite de soja; dessa forma tive que adaptar receitas para que meu filho pudesse curtir as festinhas de aniversário, sem sentir-se diferente e/ou angustiado. A cada festa na escola eu ligava para as mães dos aniversariantes para saber antecipadamente o que iriam servir na festa, desta forma preparava alguns dos alimentos com leite de soja para que meu filho no dia do evento pudesse comer o que todos consumiam sem sentir-se privado do que era gostoso e atrativo a todas as crianças. Então fazia um bolo parecido, brigadeiros, um salgado, e o mesmo eu fazia quando a festinha era em Buffet, o que dava menos trabalho já que essas festas eram padrão e eu já sabia os doces que meu filho gostava e que serviam nas festas.

Porém, nem todas as crianças são alérgicas, mas hoje tem aumentado o número de mães que se preocupam com a alimentação de seus filhos, seja pela saúde, ou mesmo por uma preocupação que pode chegar a ser excessiva de não consumirem muito açúcar e farinha branca.

A preocupação com os malefícios da alimentação atual é real, precisamos mesmo instalar bons hábitos alimentares em nossa casa, pois é desde pequeninos que eles aprendem a comer de forma saudável, sendo os pais seus principais modelos a serem seguidos. Desta forma se aprendem dentro de casa a se alimentarem bem, irão seguir esses hábitos por toda vida.

Ao serem seguidos dentro de nossas casas já inscreve dentro da criança um referencial saudável, pois vão aprendendo a comer menos e com mais qualidade, o que faz com que os filhos não se entupam de porcarias nas festas infantis.

Mas se a alimentação for muito rígida em casa o contrário pode acontecer, seu filho irá chegar à festa louco de vontade de comer tudo o que é proibido em casa, o que pode levar a um transtorno alimentar infantil, assim podendo irradiar para a vida adulta, não é algo interessante. Desta forma fica claro que o equilíbrio é o caminho mais assertivo, não privar, e sim permitir que eles comam o que gostam, porém controlar a quantidade.

Mamães relaxem, pois se permitirem que ele coma algumas coisas que não achem muito bacana somente às vezes, a tendência é não abusarem quando forem a uma festinha. Agora, se restringirem, terão uma grande dor de cabeça, pois são crianças e claro que não entendem a questão da saúde da mesma forma que um adulto, mesmo que você perca horas tentando explicar.

Para que eles desenvolvam um comportamento magro saudável uma dica é antes da festa darem um pequeno lanche a eles, assim não chegarão ao evento ávidos pelas guloseimas coloridas e disponíveis à vontade.

Mas não se esqueçam, nada de exageros, permita que seus filhos se sintam tranquilos e saboreiem a comida, depois em casa, durante a semana, cuidem para que eles consumam uma comidinha saborosa, colorida e rica em nutrientes.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop