Emagrecendo com prazer

13/04/15 às 00:00 Por Luciana Kotaka | lucianakotaka@uol.com.br

Até parece que é uma brincadeira de mau gosto da minha parte, porém a proposta é real, por que não emagrecer com prazer?

Os termos dietas e regimes já estão ultrapassados há anos, porém existem muitas pessoas que insistem em continuar utilizando esses caminhos, pior, ainda correm atrás de novidades em revistas, dietas das celebridades, shakes, como se em algum momento pudessem encontrar o caminho mágico para emagrecerem e serem felizes.

Será que esse caminho existe mesmo ou é mais fácil não se responsabilizar pelas mudanças que são importantes realizar por si mesmas?

Sou mulher e entendo perfeitamente como é difícil lidar com a idade, com os hormônios e a TPM, não é bolinho não, temos que ser muito fortes para dar conta de cuidar do peso entre tantas variáveis a que estamos sujeitas, porém dietas seriam mais uma punição e claro que não conseguimos seguir por muito tempo, concordam?

Emagrecer é possível sim, com prazer em bem-estar, acreditem! Alimentação faz parte da vida, precisamos nos nutrir da melhor forma possível para termos saúde, porém existem muitas ofertas de alimentos, a gastronomia vem se aprimorando a cada dia mais, não sendo justo nunca podermos nos deliciar com um bom prato de comida ou até uma saborosa sobremesa.

Então lhes convido a pensar de forma diferente, mudando hábitos aos poucos e aprendendo a temperar a comida com ervas, com amor e dedicação, só assim aprenderá que existem novos sabores, que além de saudáveis alimentam a alma sem engordar.

Para perder peso não precisa restringir tudo, ao contrário do que as dietas pregam, é possível sim diminuir os quilos que te incomodam diminuindo quantidades, mudando a qualidade dos alimentos ingeridos e se permitindo a pequenos prazeres.

Não é preciso pressa, aliás, sabemos que perder de forma gradual e devagar faz com que o corpo se adapte, sendo mais efetiva a manutenção do peso. Se ainda duvida do que estou dizendo, pare e pense há quantos anos vem brigando com a balança, enumere quantas dietas e/ou medicações, chás, já utilizou e não funcionaram?

Se dê uma chance de fazer corretamente, depois me conte se funcionou.

Luciana Kotaka, psicóloga, colunista, blogueira e escritora, adoro explorar os assuntos que regem o comportamento e os sentimentos.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop