Você também é responsável na hora de chegar ao orgasmo

14/03/16 às 00:00 Luciana Kotaka | contatoluciana@lucianakotaka.com.br

Muitas mulheres foram educadas ouvindo que o sexo é sujo, errado, podadas de qualquer acesso à informação. Algumas nunca receberam as orientações básicas de suas mães, nem mesmo em relação à menarca. Desta forma não aprenderam a explorar seu corpo porque acreditam que é feio, acreditam que o homem é o responsável por dar prazer, descartando a responsabilidade de sua participação. Outras questões também podem estar envolvidas como: traumas relacionados à sexualidade, como abusos, estupros, etc. Mulheres controladoras também sofrem com a falta de prazer, isso porque para elas é muito difícil relaxar e se entregar, e o sexo exige a perda de controle, o se permitir usufruir do momento em sua totalidade.
Responsabilizar-se pela realização e satisfação de seu desejo é fundamental para as mulheres; entender que parte do que ocorre entre um casal se dá pela sinergia que ocorre entre duas pessoas; cada qual participando da melhor forma possível para que o sexo seja satisfatório para ambos.
O importante é a mulher entender que também é responsável na busca do prazer, quanto mais se conhecer mais fácil será conseguir chegar ao clímax. Tocar-se, experimentar chegar ao orgasmo sozinha fará com que saiba exatamente quais são seus pontos mais sensíveis, que lhe darão mais prazer ao serem tocados. A relação sexual envolve duas pessoas, cada uma com as próprias expectativas em relação ao outro, ansiedade, medos, sendo importante estar aberto a conversar sobre o assunto de forma clara, facilitando assim para que a engrenagem funcione em harmonia.

Algumas dicas

Algumas dicas importantes na busca pelo prazer sexual:

Existem profissionais que dão aulas sobre sexualidade para mulheres, que ensinam danças eróticas, massagens, uso de apetrechos sexuais. Esse é um caminho bem interessante, ajuda a mulher se soltar e experimentar o diferente;
Algumas posições, como a mulher ficar em cima do homem, pode facilitá-la a ter orgasmos, até porque é uma posição em que fica no controle da situação. Para algumas mulheres estar no controle pode ser altamente excitante;
Explorar o próprio corpo, entender como ele reage aos toques, se gosta que aperte os mamilos, que só os sugue ou que nem rele neles.
Buscar apoio de um sexólogo, para poder identificar se há fatores emocionais que estão interferindo em ter prazer sexual, pois muitas vezes pode se resolver a dificuldade sexual de uma forma simples, quando se entende que algumas crenças podem estar travando o prazer;
Conversar com o parceiro sobre o que gosta quando estão transando, como quer ser tocada, se gosta que ele fale durante o sexo, que olhe ou não para seus olhos, etc;
Organizar-se para irem a um motel, ou mesmo outro local diferente do que estão acostumados, pode dar uma motivação maior, aumentando a ansiedade e expectativa e consequentemente aumentar o desejo;
Planejar uma noite diferente, usar velas, fantasias. Nada como surpreender o parceiro, essa sensação pode ser extremamente estimulante para a mulher.

Situações que atrapalham na hora do sexo:
O medo de ser julgada pelo parceiro;
Não se soltar e nem experimentar novas posições e formas de se obter prazer;
Ficar focada no corpo, sentindo-se mal pela forma física;
Vergonha de falar o que gostam e como gostam de serem tocadas;
Não ousar, ficar no trivial ou papai e mamãe;
Não tomarem a inciativa, mostrando seu desejo;
Se acomodarem, não buscar formas de se satisfazer, entregando ao outro a responsabilidade do que pode ou não sentir..,

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop