Opinião: Depende do Moro... não o Sérgio

30/03/16 às 00:00 - Atualizado às 15:23 Mauro Mueller | falecomomauro@yahoo.com.br

O Atlético vai fazer a final da Primeira Liga e seu torcedor está com uma baita pulga atrás da orelha. O time perdeu o clássico Atletiba sem jogar bem. O Atlético venceu o Flamengo pela semifinal da Primeira Liga. O Flamengo, que teve invasão de oito torcedores da organizada no treino. Se o torcedor está revoltado, o Atlético venceu um time que passa um mau início de ano, está mesmo mal, sem vitória já faz quatro jogos. Isto quer dizer que o nível do futebol rubro-negro pode realmente ser inferior ao futebol que precisa ter para levantar um título de nível. Outro detalhe: A invasão de torcida no CT do Flamengo e a abordagem da torcida organizada no Contorno Sul com ares de emboscada, não vão fazer o time jogar melhor. Esta emboscada era só para os torcedores ficarem pagando geral de machos nas redes sociais.

Paranistas empolgados com o excelente início do time neste ano de 2016. E não é para menos, porque o time deu uma baixada somente por conta da ausência de Lúcio Flávio e terminou a primeira fase do Campeonato Paranaense em primeiro lugar. Fica o aviso ao seu técnico Claudinei Oliveira da dependência de gols em cima do nome de um jogador. Que tal procurar no mercado, ou na base um homem gol e ter mais opções. O Paraná Clube precisa jogar o seu bom futebol e pode pensar em título, independe do resultado do Londrina no tapetão e se rolar um Atletiba, tem um adversário a menos para se incomodar. Eles que se matem!

O Londrina vai tentar recuperar os seis pontos que perdeu por ter escalado Germano de forma irregular na estreia do Campeonato Paranaense. Se isto acontecer, o Londrina recupera esta pontuação e joga o Coritiba para a quarta colocação, o que na tabela da próxima fase daria um Atletiba para a definição dos semi-finalistas. O advogado Domingos Moro está encarregado de defender o Londrina e fixa a sua defesa em um erro de comunicação entre CBF e Federação Paranaense de Futebol. Se conseguir, vai mudar o que está definido com a punição. Então é esperar até quinta-feira para fazer algum comentário sobre as quartas-de-final. Como o advogado é especialista e tem argumentos que podem interferir na recuperação dos pontos, as passagens dos elencos e planejamento dos jogos pode ser alterado, nem dá para fazer algum prognóstico de jogo. Vamos aguardar o Dr Moro trabalhar.

O Coritiba está se reorganizando e se ainda precisa de mais contratações, pelo menos o seu torcedor pode confiar bem mais no trabalho de Gilson Kleina e precisa reorganizar seu departamento de futebol e suas contratações devem ser pontuais. Os jogadores da base loucos para uma oportunidade também precisam de atenção. Jogadores como Vinícius estão dando seu recado e o trabalho do Kleina tem que ser de saber colocar estes caras para jogar.

Até o fechamento do Bem Paraná não tinha começado o jogo do Brasil. Independentemente do resultado do jogo, darei a minha opinião: Dunga não é técnico para a seleção, David Luiz não é zagueiro de seleção, Douglas Costa e Neymar ainda não conseguem jogar juntos pelos seus posicionamentos, Oscar não joga nada na seleção, Diego Alves não é goleiro de seleção, quem foi para a China não deveria ser convocado, o mesmo digo de quem joga fora do Brasil e do “eixão” europeu, e acho que o Brasil precisa urgentemente se reinventar, antes de um novo vexame. Os 7x1 não foram o suficiente para rediscutir desde a CBF, seleção de base, clubes, comportamento dos empresários, calendários, política e os mandos e desmandos dos cartolas?

Mauro Mueller é apresentador do Show de Bola da Rede Massa, radialista e ator

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop