Em município paranaense, um em cada sete habitantes ficaram sem emprego desde o início do ano

Município de Ortigueira possui 23.380 habitantes. Desde o começo do ano, 3.461 trabalhadores foram demitidos

23/04/16 às 09:13 - Atualizado às 12:10 Redação Bem Paraná

O município de Ortigueira, localizado na região central do Paraná, está entre os municípios brasileiros que mais demitiram desde o início deste ano, informa o Ministério do Trabalho. Ao todo, 3.461 pessoas que trabalhavam com carteira assinada perderam seus empregos, o que significa que um em cada sete trabalhadores da cidade acabou desempregado em 2016 - o município, de acordo com o IBGE, possui 23.380 habitantes.

A situação no município segue a crise econômica nacional. Enquanto entre janeiro e março do ano passado o país havia registrado a perda de 50.354 postos de trabalho, em 2016 esse número já chegou a 319.150 no mesmo período. Segundo o governo, o resultado dos três primeiros meses do ano foi o pior desde o início da série histórica, em 2002. Apenas em março foram perdidas 118.776 vagas, sendo este o 12º mês consecutivo com perda de postos formais.

EM TODO O PARANÁ

Segundo os dados do CAGED, em março de 2016 foram perdidos 3.855 empregos celetistas, equivalente à redução de 0,19% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Os setores de atividade que mais contribuíram para este resultado foram a Construção Civil (-2.389 postos) e o Comércio (-1.674 postos). Já nos três primeiros meses do corrente ano houve decréscimo de 4.792 postos (-0,18%).

Nos últimos 12 meses verificou-se retração de 3,92% no nível de emprego ou -108.017 postos de trabalho

CURITIBA ENTRE OS QUE MAIS DEMITIRAM

A situação na Capital também não é das melhores. Segundo o Ministério, Curitiba perdeu neste ano 4.612 postos de trabalho, aparecendo em 13º no ranking nacional de municípios que mais perderam vagas. Rio de Janeiro (-32.164), São Paulo (-30.336) e Belo Horizonte (-14.821) lideram a lista.

TRÊS MUNICÍPIOS ENTRE OS QUE MAIS CONTRATARAM

Se as notícias em Curitiba e Ortigueira estão longe de ser boas, ao menos os moradores de Capanema, Rio Negro e Palmas.

O primeiro município a aparecer no ranking é Capanema, localizado na região sudoeste do Paraná. Em 10º lugar no ranking nacional, o município criou 1.265 postos de trabalho desde o começo do ano.

Em seguida aparece Rio Negro, município da região metropolitana de Curitiba, em 36º no ranking naciona, com + 646 vagas. Já Palmas, que fica na região central do estado, aparece no 40º lugar, com a criação de 619 postos de trabalho.

O ranking nacional é liderado por Santa Cruz do Sul (RS), com + 5.064, Franca (SP), + 4.936, e Nova Serrana (MG), com +3.248.

QUE MAIS DEMITIRAM:

PR-Curitiba: -4612
PR-Ortigueira: -3461

QUE MAIS CONTRATARAM:

PR-Capanema: + 1265
PR-Rio Negro: + 646
PR-Palmas: + 619

RANKING NACIONAL

Veja a lista das 50 cidades que mais demitiram no 1º trimestre

RJ-Rio de Janeiro: -32164
SP-São Paulo: -30336
MG-Belo Horizonte: -14821
AM-Manaus: -10792
PE-Recife: -8695
SP-Matão: -7141
MA-São Luís: -7107
CE-Fortaleza: -7086
DF-Brasília: -6908
BA-Salvador: -6141
PI-Teresina: -5889
SP-Bebedouro: -4770
PR-Curitiba: -4612
SP-Guarulhos: -4523
SP-Osasco: -4420
AL-Rio Largo: -4070
SP-Cubatão: -3916
SP-Sao Bernardo do Campo: -3839
RS-Porto Alegre: -3827
SP-Campinas: -3783
RJ-Macaé: -3747
AL-Maceió: -3576
GO-Goiânia: -3540
SP-Barueri: -3514
PR-Ortigueira: -3461
MG-Contagem: -3220
RJ-Volta Redonda: -3160
RJ-Duque de Caxias: -3130
PE-Cabo de Santo Agostinho: -3092
SP-Santo André: -2906
PB-Joao Pessoa: -2862
RN-Natal: -2843
PE-Rio Formoso: -2843
RJ-Niterói: -2833
SC-Florianópolis: -2810
PB-Santa Rita: -2774
RJ-Campos dos Goytacazes: -2632
SP-Itapevi: -2558
ES-Serra: -2553
RO-Porto Velho: -2484
AL-São José da Laje: -2430
PE-Ipojuca: -2422
PE-Barra de Guabiraba: -2353
PE-Sirinhaém: -2334
PE-Igarassu: -2286
RN-Mossoró: -2278
SP-São José dos Campos: -2256
PA-Altamira: -2223
BA-Camaçari: -2112

Veja as 50 cidades que mais contrataram no primeiro trimestre

RS-Santa Cruz do Sul, 5064
SP-Franca, 4936
MG-Nova Serrana, 3248
RS-Venâncio Aires, 3188
SC-Blumenau, 2801
RS-Vacaria, 2780
GO-Cristalina, 2057
SP-Guairá, 1579
SP-Vista Alegre do Alto, 1277
PR-Capanema, 1265
MG-São Gotardo, 1234
SP-Birigui, 1181
AL-Arapiraca, 1087
MA-Imperatriz, 1006
SP-Jose Bonifácio, 974
SP-Vinhedo, 954
RS-Novo Hamburgo, 945
PA-Canaã dos Carajás, 872
SP-Castilho, 834
SC-Chapeco, 817
SP-Barretos, 796
SP-Pontal, 754
MT-Paranaíta, 754
SC-Tubarão, 751
SP-Pitangueiras, 747
SC-Timbó, 738
MT-Campo Novo do Parecis, 713
SP-Planalto, 711
SP-Ariranha, 705
SC-Brusque, 696
SC-São Joaquim, 675
RS-Bom Jesus, 674
GO-Rio Verde, 672
BA-Juazeiro, 649
BA-Dias D’Ávila, 648
PR-Rio Negro, 646
SP-Itapira, 643
SP-Franco da Rocha, 633
SP-Novo Horizonte, 630
MT-Campo Verde, 620
PR-Palmas, 619
SC-São Jose, 615
PE-Goiana, 608
SP-Vargem Grande Paulista, 598
SP-Mendonca, 595
SP-Pindamonhangaba, 590
GO-Goiatuba, 583
MT-Claudia, 579
SP-Adamantina, 575
SP-Monções, 57

EVOLUÇÃO DO EMPREGO FORMAL EM MUNICÍPIOS COM MAIS DE 30.000 HABITANTES DO ESTADO DO PARANÁ PERÍODO: MARÇO DE 2016 Página 1 de 4 POSIÇÃO NO RANKING MUNICÍPIO ADM DESL SALDO VAR REL % 16º CASTRO 644 608 36 0,24 17º TOLEDO 1593 1557 36 0,08 18º PALMAS 566 532 34 0,32 19º PATO BRANCO 1.241 1.208 33 0,13 20º LARANJEIRAS DO SUL 188 163 25 0,57 21º RIO NEGRO 335 311 24 0,31 22º QUEDAS DO IGUACU 248 230 18 0,35 23º CASCAVEL 4532 4516 16 0,02 24º MARIALVA 271 256 15 0,21 25º CAMPINA GRANDE DO SUL 254 244 10 0,14 26º CAMPO LARGO 988 985 3 0,01 27º MARINGA 6359 6361 -2 0 28º PINHAO 108 110 -2 -0,08 29º CORNELIO PROCOPIO 493 497 -4 -0,03 30º LAPA 263 267 -4 -0,05 31º ASSIS CHATEAUBRIAND 146 167 -21 -0,44 32º JACAREZINHO 200 221 -21 -0,23 33º PRUDENTOPOLIS 159 181 -22 -0,39 Página 2 de 4 POSIÇÃO NO RANKING MUNICÍPIO ADM DESL SALDO VAR REL % 34º ARAUCARIA 1.229 1.252 -23 -0,06 35º BANDEIRANTES 109 134 -25 -0,44 36º PIRAQUARA 221 247 -26 -0,42 37º GUAIRA 183 210 -27 -0,62 38º PARANAVAI 844 874 -30 -0,15 39º RIO BRANCO DO SUL 85 121 -36 -0,97 40º DOIS VIZINHOS 469 508 -39 -0,32 41º FRANCISCO BELTRAO 978 1025 -47 -0,2 42º GUARAPUAVA 1249 1298 -49 -0,13 43º ALMIRANTE TAMANDARE 394 449 -55 -0,48 44º SARANDI 364 422 -58 -0,55 45º PAICANDU 230 295 -65 -1,42 46º FAZENDA RIO GRANDE 490 580 -90 -0,74 47º PINHAIS 1.674 1.768 -94 -0,22 48º IVAIPORA 139 236 -97 -1,88 49º GUARATUBA 196 295 -99 -2,31 50º CAMPO MOURAO 792 911 -119 -0,52 51º ROLANDIA 664 805 -141 -0,76 52º COLOMBO 1274 1420 -146 -0,42 53º CAMBE 687 849 -162 -0,81 54º CIANORTE 872 1048 -176 -0,8 55º PARANAGUA 1029 1247 -218 -0,64 56º LONDRINA 7000 7263 -263 -0,17 Página 3 de 4 POSIÇÃO NO RANKING MUNICÍPIO ADM DESL SALDO VAR REL % 57º FOZ DO IGUACU 2282 2590 -308 -0,54 58º SAO MATEUS DO SUL 295 621 -326 -4,4 59º SAO JOSE DOS PINHAIS 2.813 3.302 -489 -0,56 60º CURITIBA 26527 28632 -2105 -0,3 FONTE: CAGED - MTE/SPPE/DES/CGET

1 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Geraldo Magela do Nascimento
As demissões em Ortigueira não representa a realidade do município. A montagem da fabrica klabin no município teve inicio em 2013 e chegou ter 12.500 trabalhadores, sendo a grande maioria vinda de todas as partes do Brasil. Com o términio da montagem da fabrica estes trabalhadores foram demitidos e retornando as suas origens e então as demissões aparecem como sendo em Ortigueira. A klabin tinha alojamentos em Ortigueira e em um havia perto de 1.000 trabalhadores alojados oriundos de outras regiões.
Blogs
Ver na versão Desktop