Historiador americano tenta provar que Jesus nunca existiu

16/04/17 às 12:23 Redação Bem Paraná

O historiador e ativista ateu americano David Fitzgerald está dando o que falar. Seu livro, chamado "Nailed: Dez Mitos Cristão Que Mostram Que Jesus Nunca Sequer Existiu", acaba de chegar ao Brasil em versão eletrônica. Trata-se de uma das poucas obras que abordam o assunto de forma séria.

Na lista dos mitos, Fitzgerald utiliza principalmente textos do Novo Testamento para montar a lista de contradições nos diferentes retratos de Jesus traçados pelos quatro Evangelhos: Mateus, Marcos, Lucas e João.

Um dos aspectos levantados pelo autor foi o solêncio de Paulo. Autor de diversas cartas a comunidades cristãs escritas entre os anos 40 e 60 do século 1º e preservadas no Novo Testamento, o apóstolo quase não aborda a vida e os ensinamentos de Jesus. Para Fitzgerald, seria um indício de que o Cristo no qual ele acreditava era uma figura cósmica, de origem celestial, na qual tria começado a acreditar por meio de revelações místicas e da análise das Escrituras judaicas (o Antigo Testamento Cristão). Não se trataria, portanto, de alguém real, de carne e osso.

Leia a matéria completa

Blogs
Ver na versão Desktop