São Paulo e Paraná registram 116 nascimentos de Papagaio-de-cara-roxa

19/04/17 às 00:00 - Atualizado às 18:33 Por Ceres Battistelli | cerestb@gmail.com
A maioria dos filhotes de Papagaios-de-cara-roxa nasceram em ninhos artificiais instalados no litoral do Paraná pelos pesquisadores do Projeto de Conservação da espécie (foto: Arquivo SPVS)

Depois de sair da categoria “vulnerável” para “quase ameaçado” na Lista de Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção em 2014, o acompanhamento do último período reprodutivo do papagaio-de-cara-roxa (Amazona brasiliensis) registrou 116 novos nascimentos. O êxito reprodutivo - número de aves que se desenvolveram no ninho e conseguiram alçar voo — foi de 75 filhotes. A maioria dos filhotes nasceu em ninhos artificiais instalados no litoral do Paraná pelos pesquisadores do Projeto de Conservação do Papagaio-de-cara-roxa, que monitora a população das aves desde 1998. Segundo a Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS), instituição responsável pelo projeto, no litoral do Paraná, 140 ninhos são cadastrados e anualmente monitorados. O Papagaio-de-cara-roxa ocorre apenas na faixa de Mata Atlântica que vai do litoral do Paraná ao litoral sul de São Paulo e sofre constante ameaça com a captura de filhotes para o comércio ilegal e destruição de seu habitat.

Vale Fértil lança campanha de reciclagem em Curitiba e RMC
A Vale Fértil, empresa líder no segmento de azeitonas no Brasil - responsável por 17% do mercado, acaba de lançar uma campanha para reduzir o resíduo gerado pelas embalagens dos seus produtos em Curitiba e Região Metropolitana. Válida somente para estas localidades, a ação consiste na troca de cinco embalagens vazias de qualquer produto da marca por um pote de azeitonas verdes de 360g. Para isso, basta o consumidor entrar no site — www.valefertil.com.br — preencher alguns dados e aguardar a entrega e coleta em casa. Atualmente, para abastecer a região, a empresa utiliza 5 toneladas de filme plástico e 12 milhões de unidades de vidro por ano. O objetivo da ação, de acordo com Marcelino Vidal, diretor-comercial da Vale Fértil, é reduzir esses números em cerca de 15%.

Projeto que reconhece o geógrafo como responsável ambiental vai à sanção do Governo
Os deputados estaduais aprovaram, nesta semana, a inclusão dos geógrafos na lista dos profissionais habilitados legalmente para prestarem serviços como responsável técnico ambiental a empresas potencialmente poluidoras no Paraná. Agora, o projeto de lei 38/2016, de autoria dos deputados estaduais Rasca Rodrigues (PV) e Maria Victoria (PP), será apreciado pelo Governo do Estado, que pode transformá-lo em Lei ou rejeitá-lo.

Desde 2010, com a criação da Lei 16.346, as empresas potencialmente poluidoras são obrigadas a terem, no mínimo, um profissional técnico ambiental. Sete categorias já estavam na legislação de 2010: engenheiro ambiental, engenheiro químico, químico, biólogo, técnico de meio ambiente ou com formação em gestão ambiental ou ainda farmacêutico com pós-graduação em gestão e/ou engenharia ambiental.

Contrato emergencial do lixo gera economia para Curitiba
A contratação emergencial dos serviços de coleta e transporte dos resíduos sólidos representará uma economia de R$ 1,8 milhão ao mês para a Prefeitura de Curitiba. Os cálculos feitos pela equipe da Secretaria Municipal do Meio Ambiente foram apresentados para o prefeito Rafael Greca.

A superintendente de Controle Ambiental da Secretaria, Marilza de Oliveira Dias, conta que foram tomadas as providências para que não fossem suprimidos serviços essenciais dentro do contrato. O mesmo vai acontecer na licitação, já em andamento.

Os serviços da contratação emergencial iniciam assim que seja encerrado o atual contrato, garantindo que não haja interrupção da coleta e transporte de lixo. O contrato emergencial deve custar cerca de R$ 16 milhões à Prefeitura e deve ter a duração máxima de seis meses, prazo em que o processo licitatório deve ser concluído.

2 mil livros gratuitos sobre bioconstrução, permacultura e agroecologia
Jardinagem, horta, apicultura, reciclagem, agroecologia, permacultura, bioconstrução e vida sustentável. Estes são alguns dos temas tratados em um compilado de manuais práticos e gratuitos reunidos pela plataforma espanhola Ideas Verdes. Para acessar basta clicar no link:

https://mega.nz/#F!M5ozBIBC!X5YbIi_NSFkRk8vTPE92bA!48wVXaxJ

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Últimas de Conteúdo sustentável
Blogs
Ver na versão Desktop