O Tabu do fetichismo e acompanhantes

11/05/17 às 20:01 - Atualizado às 09:19

Entre quatro paredes e com o consentimento de todos tudo é permitido, não é mesmo? Na prática é o que deveria ser.
Quem nunca ouviu falar de fetiche? Você provavelmente conhece algum amigo(a) que tenha um ou vários, ou até mesmo você tenha alguns.
Isso deveria ser um assunto comum, mas sabemos que não bem assim, assim como o próprio sexo, falar de fetiches ainda é um grande Tabu.
Por questões sociais, religiosas, preconceito ou medo, muitas fantasias sexuais são reprimidas, isso faz com que a pessoa que tem fetiches nunca atinja um nível de prazer elevado durante a relação.
Isso ocorre devido à necessidade que o fetichista tem de atingir o prazer máximo através do seu fetiche, sem isso o prazer é incompleto.
Pensando nisso, resolvemos pedir ajuda para o site de acompanhantes Garota Com Local para esclarecer o assunto com o público Curitibano, que geralmente tem fama de ser mais reservado.
Resolvemos conversar com uma das meninas que anuncia no site para saber um pouco mais sobre o que é fetichismo e quais são os tipos mais comuns de fetiche.
Maisa tem 19 anos e é acompanhantes desde os 18, apesar de pouco tempo como profissional do sexo ela diz que já vivenciou muita coisa e teve que mudar sua percepção sobre desejos sexuais e inclusive adaptar um cômodo do apartamento onde atende no bairro Portão para satisfazer os mais variados fetiches dos seus clientes.
Começamos perguntando pra ela, o que é o fetichismo sexual?
— Fetichismo é o desejo que uma pessoa tem em praticar sexo usando um objeto ou até mesmo parte do corpo para a facilitar do orgasmo, mas há vários tipos de fetiches, que vão desde a podolatria que é a adoração aos pés até o bondagem, onde a pessoa sente prazer em transar amarrada e amordaçada, criando uma relação de submissão. A grande maioria que me procura são homens que tem medo de realizar ou praticar fetiches com suas namoradas ou esposas por algum tipo de trava.

MAIS
A íntegra da entrevista e link para o Garota Com Local
http://www.curitibamilgrau.com.br/o-tabu-do-fetichismo-e-acompanhantes/


Foto: Lucas de Oliveira

Tiozinho do Centro Cívico cuida do dog como fosse seu filho ??


VIDEO DA SEMANA

Repostado pelo Curitibinha: Como fazer um video em Colombo sem levar uns tiros

MAIS

https://www.youtube.com/watch?v=o9-_XaihCCc

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop