Coritiba pega o Atlético-GO em jogo dos “desesperados confiantes”

Candidatos ao rebaixamento, times acreditam poderem buscar “algo a mais” na Série A

14/05/17 às 18:50 - Atualizado às 16:33 Rodolfo Luis Kowalski
O goleiro Wilson: “Estamos cientes da importância” (foto: Franklin de Freitas)

O Coritiba estreia no Campeonato Brasileiro hoje (15/05), às 20 horas, jogando no Couto Pereira. E logo de cara faz uma partida de seis pontos: desde 2012 brigando para se manter ano após ano na elite do futebol nacional, o time paranaense terá como adversário outro candidato ao rebaixamento, o Atlético-GO, campeão da Série B de 2016.

Mas os dois times serem considerados inferiores a grande parte dos adversários não é motivo para pessimismo dentro dos clubes. De um lado, o time do Alto da Glória confia no bom futebol apresentado na reta final do Campeonato Paranaense e nos reforços que estão sendo trazidos. Do outro, o time goiano também se reforça após cair na semifinal do Campeonato Goiano e aposta na evolução da equipe para não fazer feio no retorno à Série A.

Depois de se sagrar campeão estadual, o Coritiba anunciou três reforços: o meia Tomas e os atacantes Getterson e Alecsandro — o último, inclusive, já foi registrado e pode até estrear hoje. Os laterais Léo e Thiago Carleto também estão próximos e, além deles, a diretoria busca um zagueiro após a saída de Juninho para o Palmeiras. “É muito difícil iniciar o Brasileiro com uma equipe e ir até o final. Uma das preocupações nossas é ter um elenco forte para não cair o nível de competitividade”, disse o técnico Pachequinho.

Segundo o goleiro Wilson, uma das principais referências do time coxa-branca, a ideia é iniciar bem o Brasileirão, diferentemente do que aconteceu nas últimas temporadas. “Tivemos uma conversa com a comissão técnica sobre essa situação de se arrancar bem no campeonato, nas 10 primeiras rodadas. Então, já estão todos cientes da importância disso.”

Já pelo lado do Atlético-GO, o discurso é parecido. No meio de semana, na partida de ida contra o Flamengo pelas oitavas de final da Copa do Brasil, no Maracanã, o time contou com cinco novidades em relação à formação do Campeonato Goiano e conseguiu o empate sem gols. Para o goleiro Kléver, foi uma demonstração de força. “Agora a responsabilidade aumenta, pelo jogo que foi e pelos jogadores que estão chegando”, disse.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop