Começa a ser erguido o maior viaduto em construção no Paraná

14/06/17 às 18:10 ANPR
Viaduto que vai interligar Pinhais a Piraquara, na região metropolitana de Curitiba (foto: Jorge Woll/DER)

Moradores de Pinhais, que vivem próximos à PR-415, já começam a perceber mudanças na paisagem com o avanço das obras de melhoria na rodovia. Esta semana começou a ser erguido um viaduto que vai interligar Pinhais a Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, e trata-se do maior viaduto em construção no Paraná.

Com 200 metros de extensão e 26,5 metros de largura, o viaduto é uma das principais intervenções do pacote de obras previsto para a PR-415. Quando ficar pronto, terá cinco faixas (duas no sentido Curitiba e três sentido Piraquara - uma será entrada para via marginal do bairro Maria Antonieta) e acostamento.

A PR-415, conhecida também como Rodovia João Leopoldo Jacomel, passa por obras de duplicação e modernização. O projeto contempla 14 quilômetros da principal ligação entre Curitiba, Pinhais e Piraquara, com investimento do Governo do Estado de R$ 168 milhões. Quando toda a duplicação for concluída, a obra contará com uma trincheira, viaduto, dois bolsões de retorno, passarelas, seis muros de contenção e 14 quilômetros de calçadas e ciclovias. Em diversos trechos, o número de pistas está sendo ampliado de duas para seis faixas, três em cada sentido. 

OBRA - Segundo Luís Gustavo Legat, engenheiro da Superintendência Regional Leste do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) e um dos responsáveis pela fiscalização da obra, no momento estão sendo assentadas as vigas de sustentação do viaduto. A estimativa é que esta fase dure pelo menos 20 dias. “Este é o maior viaduto que está sendo construído em nosso estado hoje. Esperamos lançar quatro vigas por dia para ficar dentro do cronograma. Temos de fazer um trabalho muito cuidadoso e preciso”, explicou. 

O viaduto será construído com 57 vigas, com pesos que variam entre 39 e 90 toneladas. O ritmo da operação vai depender de fatores climáticos, do trânsito, além da montagem e desmontagem de equipamentos. Numa segunda fase haverá o complemento da alça de acesso da Avenida Humberto de Alencar Castelo Branco ao viaduto, que receberá no total 28 vigas.

SEGURANÇA - Durante toda a fase de lançamento das vigas haverá desvios e paralisações no trânsito da rodovia para o transporte destes objetos. Por isso é importante que os motoristas que passem pela região do bairro Jardim Antonieta redobrem a atenção. As operações serão sinalizadas e contarão com o apoio da Polícia Rodoviária Estadual. 

A grandiosidade da obra tem atraído a atenção dos habitantes de Pinhais. Um deles é Paulo Xavier, morador há mais de 20 anos da cidade e que aguarda por um futuro melhor para o bairro. “Espero uma valorização para os imóveis da região e também melhorar a segurança porque, de tantos anos que moro aqui, já presenciei vários acidentes com trens. Espero que diminua o número de acidentes principalmente na linha férrea”, completou.

1 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Antunes
Belíssima obra! Estamos precisando de mais obras como essa no entorno de Curitiba, principalmente na BR-277 ligação com Países vizinhos e interior do estado. O trecho Campo Largo-Curitiba, possuir apenas duas faixas é uma vergonha, em horários de pico e volta de feriado aquilo fica insuportável!
Blogs
Ver na versão Desktop