"Hand spinner" não é recomendado para menores de seis anos

16/06/17 às 13:12 - Atualizado às 15:25 Redação Bem Paraná
(foto: Divulgação)
SAIBA MAIS

Nova moda entre as crianças e adolescentes,  o hand spinner não é indicado para crianças com menos de 6 anos, segundo o processo de certificação do Inmetro, que identificou peças que podem se soltar e serem engolidas.

Caso uma criança menor de 6 anos já faça uso do brinquedo, o Inmetro recomenda que os pais retirem o spinner imediatamente.
"Alguns destes produtos têm peças pequenas que se soltam, principalmente os que têm luzes e bateria. Crianças com idade inferior a 6 anos podem colocar na boca e engolir", afirmou a técnica Milene Fonseca, do Inmetro. Segundo o Inmetro, há relatos de acidentes envolvendo o spinner em outros países, principalmente engasgamento provocado pela ingestão de partes pequenas, como os rolamentos. 

O instituto identificou o spinner no mercado e o classificou como brinquedo recentemente. Desse modo, ele só pode ser vendido se cumprir normas técnicas e tiver o selo do Inmetro. No entanto, a grande maioria dos modelos encontrados não estão certificadas, segundo o instituto. 

Caso encontrem spinners sem o selo do Inmetro para vender, os pais podem ligar para a ouvidoria do Inmetro e fazer uma denúncia. A ouvidoria funciona por meio do telefone 0800 285 1818, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h40.

20 anos - O hand spinner foi criado na década de 1990 com a proposta, justamente, de aumentar a concentração e auxiliar no relaxamento. A peça chegou a ser usada de forma terapêutica por pacientes com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade No YouTube, vlogueiros ganham milhares de acessos em vídeos sobre truques com o brinquedo e sites especializados oferecem fidget spinners cada vez mais caros e cheios de novidades.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop