Vitória

20/06/17 às 00:00

Depois de um péssimo começo de Campeonato Brasileiro, o Furacão obteve duas vitórias fora de casa. Continua ali na parte baixa da tabela. Mas, com duas partidas em casa contra São Paulo e Vitoria da Bahia, temos a obrigação de vencer e mudar de lugar.
Agora, o que está deixando o torcedor atleticano preocupado é não poder jogar contra o Santos pela Libertadores na Baixada. Lembro muito bem quando jogamos a final desse torneio fora de Curitiba; nos foi passado que nunca mais isso iria ocorrer. Infelizmente isto está ocorrendo e agora dependemos de terceiros para realizar o jogo em nossa cidade. A pergunta que fica é a seguinte: Será que não acreditavam que passaríamos de fase? Baixada é para futebol. Esporte de educação física é no Tarumã!
Um Ultra abraço!

Gabriel Barbosa | barbosagabriel@ig.com.br


Força defensiva
Coritiba e Corinthians ficaram no zero a zero, num jogo caracterizado pela força defensiva. Segue bem na tabela o Coxa, mas agora terá desafios longe do Alto da Glória. O primeiro, no meio de semana, em Porto Alegre, contra o Grêmio.
O time coritibano iniciou bem o Brasileiro, somando importantes pontos. A competição será bem difícil, quem tem experiência sabe. Por isso, atenção redobrada sempre.
***
Não é futebol. A violência antes do jogo precisa ter seus responsáveis (de todos os lados) indiciados e judicializados. Chega de impunidade.
Coritiba, a Torcida que nunca abandona!

Luiz Carlos Betenheuser Jr | blogluiz@gmail.com


Despacito
Devagar, sem pressa. Assim o Paraná, que vinha patinando no certame, conseguiu emendar duas vitórias seguidas frente a Náutico (fora) e Figueirense (em casa). Isso apenas demonstra que o Tricolor segue buscando reencontrar-se como time após algumas saídas, lesões — como a de Biteco, cuja ruptura no calcanhar de Aquiles o deixará de fora por três meses — e desfalques.
O treinador Cristian de Souza demonstrou ter humildade suficiente para sair da sua concepção tática e montar a equipe nos moldes do treinador anterior, opção que se mostrou certeira.
Assim, o Paraná neste momento encosta no G4 e terá hoje, em pleno Beira Rio, talvez o melhor teste. O Internacional nunca havia disputado a Série B, tem o maior orçamento e "poder". Mesmo assim, o time gaúcho vem de dois empates fora de casa e, nos confrontos diretos, leva desvantagem com o Tricolor, tendo a equipe paranista mais vitórias e gols pró nesse confronto.
Devagarzinho, o Tricolor tem amplas condições não apenas de pontuar em Porto Alegre mas sim de emendar a terceira vitória em sequência e fincar os pés de vez no G4.
Força Tricolor

David Formiga | davidformiga@gmail.com

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop