Visitas em hospitais exigem cuidados

17/07/17 às 00:00 Sérgio Ricardo Penteado Filho, infectologista do Hospital Angelina Caron

As visitas aos pacientes em hospitais é um momento importante para quem está internado. Parte do tratamento e da recuperação passa pelo afeto e presença dos amigos e familiares. Porém alguns cuidados são necessários para evitar infecções, presentes nos melhores hospitais do mundo, e que podem ser drasticamente reduzidas com algumas medidas preventivas adotadas pelos visitantes.

Vale ressaltar que os pacientes internados no hospital podem estar mais vulneráveis e que é papel do visitante e dos profissionais de saúde adotar algumas recomendações. Levar em consideração questões de etiqueta e bom senso são importantes para não atrapalhar a recuperação do paciente com uma visita no momento errado – ele pode estar se recuperando de um exame complexo e delicado, por exemplo. Claro, não é só isso. Antes de ir ao hospital, o visitante deve estar atento para a própria saúde e reforçar alguns cuidados básicos de higiene pessoal.

1- Lave muito bem as mãos antes de entrar no quarto. Retire todos os adornos, como anéis, aliança, relógio e pulseiras, antes de higienizá-las. Guarde os adornos para quando sair do hospital. Os hospitais contam com dispensadores de álcool em gel para esterilizar as mãos depois de limpá-las com água e sabão. Confie, é fundamental a higienização em duas etapas;

2- Repita o processo de limpeza das mãos depois da visita e antes de sair do hospital;

3- Se puder, deixe as unhas curtas e limpas;

4-Flores ou plantas naturais são proibidas. Evite o constrangimento de jogá-las fora;

5- Levar comida e chimarrão para o quarto também é proibido. Cada paciente recebe atenção de profissionais qualificados para uma dieta equilibrada e que auxilie na recuperação plena;

6- Se possível, não leve crianças para as visitas. Idosos também devem evitar a ida desnecessária ao ambiente hospitalar;

7- Não sente na cama do paciente ou em camas que estejam desocupadas;

8- Se quiser utilizar o banheiro, faça uso do local para visitantes. O banheiro no quarto do paciente é exclusivo dele;

9- Evite tocar em equipamentos hospitalares, medicamentos e outros itens utilizados pelos pacientes;

10- Caso a visita seja na maternidade para um recém-nascido, evite aproximar o rosto ou beijar a face do bebê. O ideal é que apenas familiares e amigos próximos tenham contato até o primeiro ciclo de vacinas;

11- Lembre-se que perfumes podem provocar alergias ou enjoos no paciente;

12- Visitas devem ser breves para não atrapalharem na recuperação;

13- Saiba respeitar a privacidade do paciente. Ligue antes de ir até o hospital e converse com alguém próximo para saber se o momento é apropriado.

O Hospital Angelina Caron (HAC), por exemplo, possui um controle rígido de infecções, mas a saúde do paciente pode ficar comprometida caso não sejam obedecidas algumas normas de visitação. O HAC é um dos maiores parceiros do Sistema Público de Saúde (SUS), com mais de 350 mil pacientes de todo o Brasil por ano. Apenas 5% de seus atendimentos são feitos por convênio ou de forma particular. E, em 2017, completou a marca dos cinco milhões de atendimentos realizados.
Fazendo a sua parte, você estará promovendo a redução nos riscos de infecção para os pacientes e cuidando também da sua saúde. 

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop