Cachos soltos estão, mais do que nunca, na moda

Pesquisa mostra que busca por cabelos afros cresceram 309% nos últimos dois anos

29/08/17 às 22:48 - Atualizado às 08:14
Cabeleireira Fabiana de Carvalho: De cada 70 clientes, só 2 querem escovar (foto: Franklin de Freitas)

 

Os cabelos crespos e cacheados estão cada vez mais em alta. Uma prova disso é o estudo conduzido pelo programa Google BrandLab, que constatou que, pela primeira vez no Brasil, as buscas por cabelo cacheado superam as por lisos. No último ano, o interesse por fios encaracolados aumentou 232%. Já as buscas por cabelo afro cresceram em 309% nos últimos dois anos. 

Em Curitiba, os salões especializados em cabelos afros têm ganhado cada vez mais espaço. No entanto, se antes a procura era para fazer escova progressiva e acabar como os cachos, agora a procura é por tratamento que evidenciem estes cachos. A caleireira Fabiana de Carvalho Szubersqi, da Fabitati Salão de Beleza, afirma que de cada 70 clientes que atende, apenas duas pedem escova progressiva ou alongamento. “As outras 68 querem apenas relaxamento ou permanente afro para soltar os cachos”, conta.

A pesquisa também revela que as mulheres ainda enfrentam dificuldades em assumir os fios naturais. Transição capilar, ato de parar de fazer escovas químicas para assumir a textura natural dois fios, foi buscada 55% mais nos últimos dois anos. Porém, 1 em cada 3 mulheres revela ter sofrido preconceito por causa do cabelo e 4 em cada 10 mulheres já sentiram vergonha dos cachos.

Fabiana conta que quem fez progressiva e agora quer assumir os cachos precisa de paciência. Ela revela que só depois de 6 meses, a progressiva sai e ai dá para fazer o permanente afro para soltar os cachos. “E depois deste processo a pessoa terá de usar todos os dias o creme para cachear e hidratar os cabelos”, conta. Quem tem cabelos com cachos bem pequenos precisa fazer o relaxamento a cada três meses e uma vez por ano, refazer o permanente afro. Para quem tem cabelos crespos com cachos maiores, Fabiana conta que basta que seja feito o relaxamento e, isso se a pessoa quiser reduzir o volume.

No Salão Jamaicano, que fica na Desembargador Westphalen, 390, no Centro, de cada 10 uma que escova progressiva. A cabeleireira Andreia Wohl revela que algumas mulheres conseguem cortar o cabelo sem problemas para fazer a transição, mas são poucas.
Por isso, o salão oferece alternativas como trançar o cabelo natural com cabelo orgânico, que é uma espécie de aplique feito de fibra Bio-vegetal orgânica o que confere aos fios textura e aparência iguais ao natural. A manutenção é feita mensalmente e, a medida que o cabelo natural vai crescendo, os fios do orgânico vão sendo substituídos.


Blogueiras ajudam a desmistificar cuidados

As redes sociais tem um papel importante no empoderamento das mulheres cacheadas. O estudo mostrou que 3 em cada 5 mulheres usam o YouTube para aprender a cuidar dos fios e 50% das buscas totais são sobre beleza. Alguma influenciadoras da plataforma se tornaram uma espécie de guru das cacheadas. É o caso de Rayza Nicácio, que foi uma das responsáveis pela popularização da fitagem, método de finalizar os fios cacheados, e Nátaly Neri, que fala sobre empoderamento feminino e valorização da mulher negra.
Por causa das youtubers e da influência da internet, os cachos ainda são mais populares entre as jovens. 24% das mulheres de 18 a 24 anos se reconhecem como cacheadas, porém quanto mais velha a mulher, mais difícil de declarar o cabelo como cacheado.


Cuidados essenciais para os cachos

  • Mantenha cachos definidos com um ativador de cachos. Leve o produto na bolsa e borrife de vez em quando ao longo do dia.
  • Combata de vez o ressecamento fazendo hidratações semanais. Prefira as máscaras de aminoácidos do trigo e manteiga de karité.
  • Para conter o volume, espalhe três gotas de óleo de silicone no cabelo molhado. Retire o excesso de umidade amassando os fios com uma toalha e use o difusor.
  • Se quiser deixar secar ao natural, tudo bem: é só espalhar leave-in disciplinador de cachos no cabelo úmido.
  • Use diariamente um cosmético redutor de volume à base de aloe vera e proteínas – mantém a hidratação e doma a cabeleira.
  • Três vezes por semana, em casa, aplique máscara com óleo de buriti ou azeite de oliva. No salão, a cada 15 dias, hidrate com queratina vaporizada ou máscara de chocolate. Os crespos ficam suaves.
  • Preserve a oleosidade natural: antes da lavagem, passe um pouco de óleo de silicone a partir de dois dedos da raiz. Depois, use o xampu e o condicionador normalmente.
  • Para um ondulado perfeito, aplique no cabelo ensopado o equivalente a uma moeda de 1 real de gel modelador e, por cima, uma bola (de tênis) de musse. Amasse com uma toalha e deixe secar naturalmente.
  • Truque para o crespo não armar: misture cinco gotas de gloss com um punhado de gel líquido e aplique nos fios ainda úmidos.
  • Quando não for lavar o cabelo, no banho, proteja os fios da umidade (e do frizz) com uma touca plástica.
  • Adote pente de madeira de dentes largos para desembaraçar os fios úmidos

 

Blogs
Ver na versão Desktop