'Dar à luz a Manuela foi especial', diz Eliana

08/09/17 às 19:04 - Atualizado às 19:22 Folhapress
Eliana (foto: Reprodução / Instagram)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A apresentadora Eliana, 43, contou as angústias que sofreu durante a gravidez de Manuela, que entrou no nono mês de gestão. "Eu vi a minha vida em câmera lenta. Ficava deitada o dia inteiro e observava a vida passando. Aos 43 anos, esta é minha última gestação, o lado mãe e a família falaram mais alto", disse Eliana à revista "Contigo".  A menina é a primeira filha dela com seu noivo, o diretor do "Caldeirão do Huck" (Globo) Adriano Ricco. Eliana também é mãe de Arthur, 6, fruto de seu casamento com João Marcelo Bôscoli.

A apresentadora afirmou que esta será a última gravidez e comemorou não ter um nascimento muito prematuro.  "Uma das maiores vitórias da minha vida. Todas as sequelas de um nascimento muito prematuro já foram para a história", disse Eliana, que revelou ainda ter sofrido um aborto espontâneo no ano passado antes de ficar grávida de Manuela. "Às vésperas de apresentar a maratona do Teleton (SBT), da qual sou madrinha, tive uma gestação de dois meses interrompida espontaneamente. Fui parar no hospital e, sem que ninguém soubesse, superei minha dor calada e não cancelei minha participação. Eu sorria para as câmeras, mas chorava por dentro. Dar à luz a Manuela depois de tantas provações tem um significado muito especial em minha vida."

Desde o segundo mês da gestação de Manuela, Eliana foi obrigada a se afastar do comando de seu programa no SBT -apresentado agora por Patrícia Abravanel- devido ao deslocamento da placenta. A apresentadora passará os últimos dias da gravidez na casa da mãe, na região central de São Paulo (SP), em repouso absoluto.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop