Simpósio debate o assédio moral no varejo de Curitiba

13/09/17 às 00:00 - Atualizado às 21:58

Para atuar na prevenção ao assédio moral e sexual, a Associação Paranaense dos Supermercados (Apras) apoia o 1º Simpósio de Combate ao Assédio Moral e Sexual em Redes de Comércio Varejista de Gêneros Alimentícios, Mercados, Minimercados, Supermercados e Hipermercados, que acontece hoje, das 18 horas às 21h30, no auditório do Ministério Público do Trabalho (MPT-PR). na Avenida Vicente Machado, 84, Centro.
Realizado pelo Sindimercados, o evento é gratuito e deve reunir 200 profissionais do segmento. A idealização do simpósio surgiu com o intuito de prevenir o assédio moral e sexual e também fortalecer os relacionamentos entre os profissionais do setor.
“Gerar este debate contribui para a conscientização das pessoas, além de mostrar também maneiras de lidar com situações como estas e suas consequências”, afirma o presidente da Apras e do Sindimercados, Pedro Joanir Zonta.
Câmara
Atendendo recomendação administrativa emitida pelo Ministério Público do Paraná, por meio da área de Comunidades do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Proteção aos Direitos Humanos, a Câmara Municipal de Curitiba lançou nesta semana a campanha “Assédio moral não! Ambiente de trabalho precisa ser legal”. A recomendação foi emitida após chegarem ao conhecimento do MPPR casos de assédio moral ocorridos no Legislativo curitibano.
Além da realização de campanhas, a fim de que todos os servidores e parlamentares “estejam cientes de como proceder face a esse tipo de conduta, bem como de suas consequências nas esferas cível, administrativa e criminal”, o documento recomenda também que a Câmara abra procedimentos para apuração de casos futuros de assédio. Estipula ainda a necessidade de realização de estudos para aprimorar a legislação, de modo a incluir penalidades administrativas para a prática de assédio moral.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop