Lula chegou a Curitiba na noite de terça e dispensou escolta na estrada

13/09/17 às 08:24 - Atualizado às 09:20 Redação Bem Paraná
(foto: Franklin de Freitas)

Por volta da meia noite desta terça-feira (12) , a Polícia Rodoviária Federal do Paraná (PRF) recebeu a informação de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva havia chegado bem em Curitiba, por via terrestre. Ele viajou em um carro de passeio e dispensou a escolta policial que foi oferecida.

 

Lula X Moro em Curitiba terá novo 'aparato de guerra'

 

Depoimento de Lula altera região do Ahu nesta quarta. Veja o que muda

Diversas forças de segurança foram escaladas para atuar no esquema definido para o segundo depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Justiça Federal em Curitiba, nesta quarta-feira (13). Cerca de mil policiais militares integram o efetivo, que contará ainda com representantes da Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep), Guarda Municipal, Polícias Rodoviária Estadual e Federal, Polícia Federal, Agência Brasileira de Inteligência (Abin), entre outras. Nesse processo, Lula é acusado de receber propina da Odebrecht para a construção de uma sede do instituto que leva seu nome, em São Bernardo do Campo. Além disso, R$ 504 mil teriam sido usados para a compra de um apartamento vizinho à cobertura do ex-presidente. A defesa de Lula nega as acusações e alega que o processo é político.

A estratégia será semelhante à desenvolvida no primeiro encontro de Lula com o juiz da 13º Vara Federal Sérgio Moro em maio deste ano, mas em uma dimensão reduzida. “Esquema muito parecido, porém um pouco menor. Considerando informações repassadas a nós, virão menos pessoas”, explicou o secretário estadual da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, ao comparar os dois eventos.

Sobre os apoiadores do ex-presidente Lula, o secretário explicou que eles vão se concentrar na praça Generoso Marques, no Centro de Curitiba. Enquanto que os pró-Lava Jato ficarão nas proximidades do Museu Oscar Niemeyer, no bairro Centro Cívico. “A nossa intenção é que não haja qualquer contato entre estes dois grupos, assim como aconteceu no primeiro depoimento do ex-presidente”, disse Mesquita.

 

BLOQUEIO - O bloqueio da região da Justiça Federal, no bairro Ahú, teve início às 6 horas com agentes de trânsito e policiais para fazerem o desvio e um segundo bloqueio começará às 12 horas, mais próximo ao prédio da Justiça Federal no qual ninguém terá acesso sem credenciamento. O depoimento do ex-presidente Lula está marcado para as 14h.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop