Educação no trânsito vai entrar no currículo das escolas

Ministério elabora cartilha para colégio. Detran lança programa inédito no PR

18/09/17 às 22:00 - Atualizado às 21:15
Programa inédito vira disciplina em escolas de Curitiba (foto: Detran-PR)

O Ministério das Cidades entrega ao Ministério da Educação, hoje, material completo de educação para o trânsito que, além da abordagem pedagógica, traz volumes de material didático destinados a cada uma das séries do ensino fundamental. O material poderá ser usado por estados e municípios na educação para o trânsito.

A ação visa o cumprimento das obrigações estabelecidas em todo o Capítulo VI – Da Educação para o Trânsito, com ênfase no disposto no artigo 76, que estabelece a exigência de promoção da educação para o trânsito em todos os níveis de ensino.

Em outra iniciativa inédita, ontem o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) lançou o projeto “Jovem do Trânsito”, em Curitiba. A iniciativa piloto tem como objetivo trabalhar o tema trânsito de forma interdisciplinar com alunos do ensino médio de escolas estaduais. São parceiros do Detran, a Secretaria de Estado da Educação (SEED) e a Polícia Militar do Paraná (PM).

“Muitos desses jovens serão os futuros condutores, por isso, o projeto “Jovem do Trânsito” funciona como uma antecipação sobre uma visão crítica daquilo que é o trânsito.

Vamos abordar temas com os quais eles irão conviver quando passarem pelo processo de 1º habilitação, como legislação, direção defensiva, noções de primeiros socorros, proteção e respeito ao meio ambiente e convívio social”, explica o diretor-geral, Marcos Traad.


Três colégios estaduais participam do projeto piloto na Capital

A primeira fase do Programa Jovem no Trânsito ocorre em Curitiba no Colégio Estadual Bom Pastor, Colégio Estadual Homero Baptista de Barros e Colégio da Polícia Militar. “A ideia é que o projeto venha minimizar os problemas atuais que enfrentamos no trânsito. Por meio dessa iniciativa os alunos irão poder absorver com mais tempo conhecimentos sobre a legislação de trânsito”, expõe a superintendente da Secretária de Educação, Inês Carnieletto.

“Percebemos que os alunos ainda são muito imaturos em relação ao trânsito, temos aqueles que vão de bicicleta, ônibus, a pé, e notamos que o que importa para eles é chegar rápido, independente dos riscos. Esse projeto é de extrema importância, pois será possível despertar essa responsabilidade dos alunos no trânsito e fazer com que o jovem tenha ciência do cuidado com a vida dele e do próximo”, afirma.

Blogs
Ver na versão Desktop