Lady Gaga adia 18 shows por causa da fibromialgia

18/09/17 às 21:30 - Atualizado às 22:38

Depois de cancelar a apresentação no Rock in Rio, a cantora Lady Gaga adiou parte de sua turnê mundial até o início de 2018, em consequência da fibromialgia, que provoca um “sofrimento físico grave”, anunciou a agência de promoção de shows Live Nation. A cantora americana, que cancelou pelo mesmo motivo o show previsto para sexta-feira passada, dia 15, no Rock in Rio, iniciaria a turnê europeia nesta quinta-feira em Barcelona. No total, a artista tinha 18 apresentações programadas no continente, até 28 de outubro. Lady Gaga anunciou na semana passada nas redes sociais que estava hospitalizada com “fortes dores”. A artista, de 31 anos, revelou recentemente que sofre de fibromialgia, uma doença crônica que provoca dores múltiplas e difusas.


Emmy

Nicole Kidman faz discurso denunciando violência doméstica

Durante o Emmy Awards, premiação que consagra os melhores programas e atores da televisão norte-americana, cuja edição deste ano ocorreu no domingo, 17, a atriz Nicole Kidman fez um poderoso discurso denunciando a violência doméstica. Ela recebeu o prêmio de melhor atriz em minissérie ou telefilme por sua atuação em “Big Little Lies”. “Na nossa profissão, de vez em quando, você tem a chance de passar uma mensagem importante para o público”, disse Nicole. “Nós jogamos luz sobre o abuso doméstico. É uma doença complicada e insidiosa que existe muito mais do que nós pensamos”, continuou. “É uma doença cheia de vergonha e segredos, e por me darem esse prêmio vocês a colocaram ainda mais em evidência. Então, obrigada, obrigada e obrigada. Eu me curvo a vocês”, completou a atriz.

Os vencedores:

Melhor ator coadjuvante de drama: John Lithgow (The Crown)
Melhor atriz coadjuvante de comédia: Kate McKinner (Saturday Night Live)
Melhor atriz coadjuvante de série ou filme: Laura Dern (Big Little Lies)
Melhor roteiro em série cômica: Donald Glover (Atlanta)
Melhor programa de esquetes e variedades: Saturday Night Live
Melhor roteiro em série dramática: Bruce Miller (The Handmaid’s Tale)
Melhor ator coadjuvante de comédia: Alec Baldwin (Saturday Night Live)
Melhor direção em minissérie ou telefilme: Jean-Marc Vallée (Big Little Lies)
Melhor ator coadjuvante em minissérie ou telefilme: Alexander Sarsgard (Big Little Lies)
Melhor atriz coadjuvante de drama: Ann Dowd (The Handmaid’s Tale)
Melhor roteiro em série cômica: Aziz Ansari e Lena Waithe (Master of None)
Melhor programa de competição: The Voice
Melhor diretor de série dramática: Reed Morano (The Handmaid’s Tale)
Melhor roteiro em minissérie ou telefilme: Charlie Brooker (Black Mirror: San Junipero)
Melhor direção de programa de esquetes ou variedades: Don Roy King (Saturday Night Live)
Melhor talk show: Last Week Tonight com John Oliver
Melhor ator de comédia: Donald Glover (Atlanta)
Melhor atriz de comédia: Julia Louis-Dreyfus (Veep)
Melhor série de comédia: Veep
Melhor ator em minissérie ou telefilme: Riz Ahmed (The Night Of)
Melhor atriz em minissérie ou telefilme: Nicole Kidman (Big Little Lies)
Melhor minissérie ou telefilme: Big Little Lies
Melhor ator em série dramática: Sterling K. Brown (This Is Us)
Melhor atriz em série dramática: Elisabeth Moss (The Handmaid’s Tale)
Melhor série dramática: The Handmaid’s Tale


Emmy

Atriz grita insultos ao não levar prêmio 
Uma situação inusitada ocorreu durante o Emmy Awards no último domingo, 17. A atriz Jackie Hoffman foi flagrada gritando insultos após não levar o prêmio ao qual foi indicada, na categoria de melhor atriz coadjuvante em minissérie ou telefilme. Jackie concorria por sua atuação na série ‘Feud’, na qual fez o papel de ‘Mamacita’, empregada doméstica na casa de uma das protagonistas, e perdeu o prêmio para Laura Dern, que atuou em ‘Big Little Lies’. Logo após o anúncio do prêmio, a câmera que transmitia a reação das indicadas flagrou Hoffman dizendo “damn it” (“que droga”, em tradução livre).


Televisão

Protesto contra Temer marca final de ‘Os Dias Eram Assim’
A atriz Sophie Charlotte gravou ontem cenas do último capítulo da supersérie “Os Dias Eram Assim”, que terminou também ontem. Iniciada nos anos 1960, a história dá um salto até os dias atuais quando seu personagem, Alice, já na faixa dos 70 anos, se une ao companheiro Renato (Renato Góes) em um protesto contra Michel Temer. É como se um círculo se fechasse, pois a trama também começou com passeatas contra a ditadura. “Os Dias Eram Assim” estreou em abril assumindo inesperadamente uma missão - uma pesquisa da emissora que indicava que boa parte do público desconhecia a gravidade dos fatos ocorridos no País nos anos 1960.


Emmy

Série ‘O Conto da Aia’ é a grande vencedora
‘O Conto da Aia’ foi a grande vencedora do Emmy, faturando cinco prêmios na noite, incluindo melhor roteiro, melhor série dramática e melhor atriz (Elizabeth Moss). A série, baseada na distopia homônima de Margaret Atwood, publicada em 1985, bateu outro favorito, ‘Westworld’, nas principais categorias. A ficção científica do HBO, recriação do filme de Michael Crichton, havia sido a série mais indicada a prêmios (22), mas acabou saindo de mãos vazias nas categorias principais.


Níver do dia

Jeremy Irons
ator britânico
69 anos

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop