Melody diz que Anitta ficou fora do Grammy Latino por ‘falta de humildade’

28/09/17 às 21:29

Melody ironizou a ausência de Anitta na lista de indicados ao Grammy Latino 2017. Diante do sucesso internacional, os fãs ficaram indignados por ela não estar entre os indicados. No Facebook, a cantora mirim lembrou o fato de Anitta já não ter participado do Rock in Rio e afirmou que ela está no auge, mas não foi indicado ao prêmio por “falta de humildade”. “Mas eu sou fã, mesmo ela sendo mala e sempre dando um jeito de fazer pouco caso de mim”, acrescentou Melody. Logo depois do lançamento de “Sua Cara”, do grupo Major Lazer com Anitta e Pabllo Vittar, Melody fez a própria versão - recheado de falsetes.


Após polêmica com fãs

‘Um ano passando necessidade’, diz Ed Motta
Ed Motta revelou que passou por dificuldades financeiras após polêmica com fãs brasileiros. Em 2015, o cantor criticou o seu público brasileiro de shows na Europa e foi duramente hostilizado. “Eu errei feio na forma como eu reagi com as pessoas na internet, isso eu me arrependo amargamente”, confessou o cantor ao programa Pânico da rádio Jovem Pan. Ele acha que recebeu muita represália pela atitude que teve. “Um ano passando necessidade mesmo, as pessoas fecharam todas as portas para mim. Agora as pessoas estão dando uma esquecidinha, mas eu virei uma espécie de Hitler assim”, desabafou o cantor. “Eu fiquei numa situação financeira difícil mesmo, para a alegria da imprensa que fez aquilo”, ainda acusou Ed.


Luto

Morre Hugh Hefner, fundador da revista ‘Playboy’, aos 91 anos
A revista ‘Playboy’ informou ontem que seu criador e fundador, Hugh Hefner, morreu na noite desta quarta-feira, 27, de causas naturais. O empresário, que revolucionou a cultura e os símbolos sexuais, tinha 91 anos e estava na casa em que vivia, na Playboy Mansion West, em Los Angeles (EUA). A primeira publicação da revista foi em 1953, quando não havia espaço para falar sobre sexo nos Estados Unidos. Em plena década de 50, Hefner publicou fotos de Marilyn Monroe nua. Apesar de proibidas para adolescentes, as publicações tornaram-se uma espécie de “bíblia” para os homens. O conteúdo trazia fotos e textos picantes - além de entrevistas dinâmicas e profundas com personagens como Fidel Castro, John Lennon, Frank Sinatra, Marlon Brando, o ex-presidente dos Estados Unidos, Jimmy Carter. No Brasil, a Playboy também marcou época, apresentando a nudez de atrizes e personalidades. A publicação esteve sob comando da editora Abril durante 40 anos. Em 2015, após reformulação da editora, a publicação passou para outras mãos - começou a ser feita pela Playboy Brasil (PBB), dirigida por um grupo paranaense sem experiência no ramo editorial.


figurino

Gisele Bündchen encarna Mulher Maravilha em propaganda
Gisele Bündchen postou em seu Instagram, uma foto usando o figurino da personagem do cinema Mulher Maravilha. Na legenda, ela escreveu: “Adorei estar na pele da Mulher Maravilha por um dia! Uma super heroína que acredita que o amor pode mudar o mundo.” O look faz parte do novo comercial da operadora Sky, que possui a modelo como garota propaganda.


Dinheiro

Objetos pessoais de Vivien Leigh arrecadam US$ 3 milhões em leilão
Objetos íntimos que pertenceram à atriz inglesa Vivien Leigh (1913-1967), protagonista de filmes clássicos como “...E o Vento Levou” (1939) e “Uma Rua Chamada Pecado” (1951), arrecadaram US$ 3 milhões em um leilão em Londres. A peça mais valorizada no leilão, realizado na casa Sotheby’s, foi o óleo “Study of Roses”, um trabalho que seu autor, o ex-primeiro-ministro britânico, Winston Churchill, deu de presente à atriz. No total, foram arrematados 321 lotes da coleção de lembranças de Leigh que tinham sido reunidas por seus descendentes, incluindo uma cópia pessoal do romance “...E o Vento Levou”, cuja adaptação à grande tela valeu à atriz o seu primeiro Oscar.


Níver do dia

Cid Moreira
jornalista e apresentador brasileiro
90 anos

 

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop