Desfalcado, Atlético perde para time de veteranos

01/10/17 às 20:54 - Atualizado às 15:00 Silvio Rauth Filho
Ribamar disputa lance com a zaga do Atlético-MG (foto: Geraldo Bubniak)

O Atlético Paranaense perdeu por 2 a 0 para Atlético Mineiro, nesse domingo (dia 1º) à noite, na Arena da Baixada, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense ficou em 8º lugar, com 34 pontos, cinco pontos abaixo do G7 – a zona de classificação para a Libertadores 2018. A equipe mineira está na 9ª colocação, com 34 pontos.

Clique aqui para ver a classificação da competição no site Srgoool.

Desfalcado do principal jogador do setor ofensivo, o meia-atacante Nikão, e dos veteranos Paulo André e Lucho González, o Furacão abusou dos erros na partida. Teve maior volume, com mais posse de bola e mais finalizações. No entanto, falhou em momentos decisivos. O Galo soube usar a experiência dos seus jogadores. O time mineiro tem a maior média de idade da competição, com 29,4 anos. Dos 11 titulares na partida, sete tinham mais de 30 anos.

Clique aqui para ver a galeria de fotos do jogo.

Antes da partida, torcedores do Atlético protestaram contra decisões recentes da diretoria. Clique aqui para ver como foi.

TÉCNICO
Foi o 16º jogo do técnico Fabiano Soares à frente do Atlético. Ele soma 5 vitórias, 4 empates e 7 derrotas, entre Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores.

ESCALAÇÃO
O Atlético-PR não tinha Nikão, Paulo André e Lucho González, todos em recuperação. O meia-atacante Felipe Gedoz começou no banco. “Ele não tem aguentadao os 90 minutos e tem pedido a substituição”, explicou o técnico Fabiano Soares. O time manteveo 4-2-3-1 de sempre. Os três meias ofensivos eram Lucas Fernandes (direita), Guilherme (centro) e Pablo (esquerda).

Os desfalques do Atlético-MG, que estreava o técnico Oswaldo de Oliveira, eram Marcos Rocha, Carlos César, Lucas Cândido, Gustavo Blanco e Luan. O time mineiro jogou no 4-4-2, com Robinho e Fred no ataque.

PRIMEIRO TEMPO
O Furacão apostou na velocidade, mas acabou jogando com pressa. Conseguiu pressionar e empurrar para trás o adversário. Teve mais volume de jogo e finalizou mais. No entanto, errou demais nos momentos decisivos, demonstrando nervosismo e ansiedade. Recheado de veteranos, o Galo era o oposto. Ficou recuado e esperando uma falha para abrir o placar. E ela veio aos 21 minutos. Depois de escanteio, os zagueiros tiraram mal a bola. Robinho pegou o rebote e fuzilou: 1 a 0.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, saiu Pablo e entrou Gedoz. O esquema tático seguiu o mesmo. Aos 7, outra troca no setor ofensivo: saiu Lucas Fernandes e entrou Sidcley. O cenário seguiu o mesmo, com o time paranaense atacando e o adversário recuado, esperando uma falha para contra-atacar. O Furacão não encontrou espaços para criar e só levou perigo em chutes de fora da área e cobranças de falta. O goleiro Victor virou o personagem da segunda etapa, com cinco boas defesas. O Galo liquidou o jogo aos 37. Thiago Heleno errou passe na defesa. Robinho aproveitou e fez 2 a 0.

ESTATÍSTICAS
Ao fim de 90 minutos, o Atlético-PR somou 18 finalizações (5 certas), 62% de posse de bola, 92% de eficiência nos passes e 13 escanteios. O Galo teve 7 arremates (4 certos), 38% de posse de bola, 92% de eficiência nos passes e 6 escanteios. Os dados são do Footstats.

ATLÉTICO-PR 0 x 2 ATLÉTICO-MG
Atlético-PR: Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez, Rossetto, Lucas Fernandes (Sidcley), Guilherme (Matheus Anjos) e Pablo (Gedoz); Ribamar. Técnico: Fabiano Soares
Atlético-MG: Victor, Alex Silva, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Elias, Valdívia (Otero) e Cazares; Robinho (Clayton) e Fred (Rafael Moura). Técnico: Oswaldo de Oliveira
Gols: Robinho (21-1º e 37-2º)
Cartões amarelos: Ribamar (CAP). Robinho, Elias, Victor (CAM).
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Público: 13.177 total
Renda: R$ 187.030,00
Local: Arena da Baixada

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
6 – Lucas Fernandes cruza. Alex Silva fura. Pablo e Ribamar não conseguem aproveitar.
14 – Jonathan invade a área e chuta cruzado. Wilson defende.
16 – Contra-ataque. Fábio Santos rola para Fred, na área. Ele chuta cruzado. Weverton segura.
21 – Gol do Galo. Valdívia cobra escanteio. Os zagueiros sobem junto e cabeceiam para dentro da área. Robinho pega o rebote e fuzila.
23 – Jonathan cruza. Ribamar cabeceia ao lado.

Segundo tempo
1 – Lateral para Adilson. Ele toca de calcanhar para Cazares, na área. Ele chuta perto, sobre o gol.
7 – Escanteio. Gedoz cobra fechado, tentando o olímpico. Victor espalma.
20 – Falta frontal. Gedoz bate perto, ao lado do gol.
24 – Matheus Anjos arrisca de longe. A bola vai sobre og ol.
27 – Contra-ataque. Cinco do Galo contra três adversários. Robinho erra o passe e desperdiça.
28 – Felipe Gedoz chuta de fora da área e acerta o cantinho. Victor espalma.
31 – Matheus Anjos chuta de fora da área. A bola vai perto, ao lado.
32 – Escanteio. Thiago Heleno cabeceia no canto. Victor defende.
37 - Gol do Galo. Thiago Heleno erra passe na defesa. Cazares aproveita e toca para Robinho chutar no canto.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop