Chuva de granizo e vento deixa alguns bairros de Curitiba sem energia

06/10/17 às 13:33 - Atualizado às 20:40 Redação Bem Paraná
(foto: Geraldo Bubniak)

A chuva chegou a Curitiba na final da tarde desta sexta-feira, 6. Com céu preto e calor, bairros como CIC, Santa Candida, Boqueirão, Portão, Água Verde e a região do Capanema registraram chuva com granizo, segundo informações preliminares.  De acordo com a Copel, na região de Curitiba há 3 mil unidades consumidoras sem energia, em Curitiba, e 6 mil em São José dos Pinhais. Por volta das 17h30, em todo o estado, 23 mil unidades consumidores estavam sem energia elétrica. A região mais afetada pelo temporal desta sexta é dos Campos Gerais, onde estão os municípios de Ortigueira, Tibagi e Reserva — cidade com o maior número de quedas de energia. 

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Curitiba já havia emitido um alerta para a a possibilidade chuva com raios e ventos fortes no fim desta sexta-feira (6). As chuvas estão previstas para sábado (7) e domingo (8).

A tempestade já passou pelo Interior do Paraná. Em Cascavel, segundo o Simepar, os ventos chegaram a 70 km/h. Há registro de pelo menos três cidades em que os ventos fortes, de até 50 km/h, e alguns relatos de chuva de granizo começam a aparecer para a Defesa Civil.

Em Guarapuava, às margens da BR-277, o vento arrandou a cobertura de uma lanchonete. Ninguém se feriu. Em Iretama, na região central do Paraná, e em Saudade do Iguaçu, região Sudoeste, a Defesa Civil recebeu ocorrências de destelhamento de casas. 

 

Tempestade deixa rastro de destruição e pelo menos cinco feridos no Paraná

Comdec faz recomendações de segurança em temporais 

Há um ano atrás uma chuva de granizo em Curitiba chamou a atenação por conta da quantidade de pedras de gelo que se acumularam nas ruas. Confira as fotos na galeria.

 

Orientações da Defesa Civil para os temporais:

- Evite passar a pé ou mesmo com veículos por áreas alagadas ou inundadas;

-Durante as tempestades, procure local coberto e seguro, evitando se abrigar embaixo de árvores ou postos de combustível.

- Emergências ligue: 199 Defesa Civil, 193 Corpo de Bombeiros, 153 Guarda Municipal.

 

Atualizada às 19:03

Casas e até uma lanchonete foram destelhadas no interior. Há registro de pelo menos três cidades em que os ventos fortes, de até 50 km/h, e alguns relatos de chuva de granizo começam a aparecer para a Defesa Civil.

Os ventos fortes fizeram com que a cobertura de uma lanchonete em Guarapuava, às margens da BR-277, fossem retiradas de cima da construção, e foram espalhadas pelo entorno. Ninguém se feriu.

Em Iretama, na região central do Paraná, e em Saudade do Iguaçu, região Sudoeste, a Defesa Civil recebeu ocorrências de destelhamento de casas. Apesar dos incidentes, não há registro de feridos nas duas cidades.

 

Além disso, há relatos de chuvas de granizo em Curitiba, principalmente vindos da região mais ao sul da capital. A Defesa Civil, porém, não registrou qualquer ocorrência em relação ao fenômeno na capital.

SIGA A TRIBUNA DO PARANÁ 
E ACOMPANHE MAIS NOVIDADES

 
 
 

DEIXE UM COMENTÁRIO

 
 
avatar
 
 
 

Seja o Primeiro a Comentar!

 

 
 

MAIS LIDAS DA EDITORIA

  • 1

    Tempestade de granizo pode atingir Curitiba e instituto prevê alagamentos

  • 2

    Suspeitos da morte de motorista do Uber são presos. Dois seguem foragidos

  • 3

    Bairros de Curitiba podem ficar sem telefone e internet

  • 4

    Crime brutal contra menina gera protesto e rebelião em Umuarama

 
PUBLICIDADE
 
RECOMENDADOS PARA VOCÊ
0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop