Em dia de protesto, Atlético empata com o lanterna

11/10/17 às 21:25 - Atualizado às 17:38 Silvio Rauth Filho
Ribamar disputa lance com jogador do Atlético-GO (foto: Geraldo Bubniak)

O Atlético Paranaense empatou em 2 a 2 com o Atlético-GO, nessa quarta-feira (dia 11) à noite, na Arena da Baixada, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense ficou na 8ª colocação, com 35 pontos. A equipe de Goiânia está na lanterna, com 25 pontos. Clique aqui para ver a classificação do campeonato no site Srgoool.

A torcida organizada Os Fanáticos convocou uma manifestação contra decisões da diretoria, que ocorreu na praça em frente à Arena da Baixada, começando uma hora antes da partida e terminando após o jogo. Mesmo com a chuva, o grupo permaneceu no local e assistiu à partida em um telão. O protesto teve até uma faixa contra Mario Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo.

Dentro do estádio, o Atlético registrou seu pior público no Brasileirão, com 7.537 pessoas. Na prática, o clube perdeu metade do seu público, já que a média do time no ano é de 15.938 pagantes.

Na competição nacional, a pior bilheteria do Atlético foi contra o Fluminense, com 11.321 pagantes. No total do ano, só duas partidas do Paranaense, quando o clube decidiu escalar uma equipe reserva, tiveram públicos abaixo desse.

TÉCNICO
Foi o 17º jogo do técnico Fabiano Soares à frente do Atlético. Ele soma 5 vitórias, 5 empates e 7 derrotas, entre Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores.

ESCALAÇÃO
O Atlético-PR não tinha Paulo André, lesionado. O time manteveo 4-2-3-1 de sempre. Os três meias ofensivos eram Felipe Gedoz (direita), Guilherme (centro) e Nikão (esquerda).

GOL POLÊMICO
O Atlético-PR dominou a partida, mas errou demais ao chegar perto da área adversária. O time goiano fez 1 a 0 aos 24 minutos. Niltinho cruzou, Wanderson afastou mal e a bola sobrou para Luiz Fernando fuzilar. Aos 21, pênalti para o Furacão, por toque de mão. Gedoz bateu e o goleiro defendeu. Aos 31, Jonathan cruzou e Guilherme cabeceou no canto. O goleiro tirou. O árbitro entendeu que a bola entrou e marcou o gol. Lance polêmico. Aos 41, Gedoz bateu escanteio e Lucho, de cabeça, virou para 2 a 1.

APLAUSOS PARA WALTER
O Atlético-PR reduziu demais o ritmo no segundo tempo e pagou o preço. Aos 36, Walter (ex-Atlético-PR) marcou o gol de empate e acabou aplaudido por parte da torcida do time paranaense. Muitos torcedores gritaram o nome do jogador, que foi campeão paranaense de 2016 pelo Furacão.

ESTATÍSTICAS
Ao fim de 90 minutos, o Atlético-PR somou 14 finalizações (6 certas), 58% de posse de bola, 92% de eficiência nos passes e 5 escanteios. O Atlético-GO teve 8 arremates (3 certos), 42% de posse de bola, 88% de eficiência nos passes e 4 escanteios. Os dados são do Footstats.

ATLÉTICO-PR 2 x 2 ATLÉTICO-GO
Atlético-PR: Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Fabrício; Pavez e Lucho González (Eduardo Henrique); Felipe Gedoz (Sidcley), Guilherme e Nikão; Ribamar (Ederson). Técnico: Fabiano Soares
Atlétic-GO: Marcos; Jonathan, Gilvan, William Alves e Bruno Pacheco; Ronaldo (André Castro), Paulinho (Diego Rosa), Niltinho (Breno Lopes), Jorginho e Luiz Fernando; Walter. Técnico: João Paulo Sanches
Gols: Luiz Fernando (24-1º), Guilherme (31-1º), Lucho (41-1º), Walter (36-2º)
Cartões amarelos: Wanderson, Fabrício, Lucho (CAP). Jorginho, Luiz Fernando (ACG).
Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES)
Público: 7.537 total
Renda: R$ 90.257,50
Local: Arena da Baixada, quarta-feira às 19h30

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop