Crítica de Weinstein, Rose McGowan volta ao Twitter após suspensão

12/10/17 às 16:46 Folhapress
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz norte-americana Rose McGowan, uma das mais engajadas nas redes sociais após as acusações de assédio contra o produtor cinematográfico Harvey Weinstein ganharem destaque, anunciou que teve o acesso à sua conta no Twitter suspensa temporariamente na noite de quarta-feira (11). McGowan fez o anúncio no Instagram, pelo qual publicou uma imagem enviada pelo Twitter, que diz que ela violou as regras de conduta do site e, por isso, teria acesso limitado à sua conta por 12 horas. Na legenda, ela diz: "o Twitter me suspendeu. Vozes poderosas estão a trabalho. Seja a minha." Por meio do perfil @TwitterSafety, a empresa afirmou que a conta foi suspensa, pois um número de telefone particular foi divulgado. "Nós entramos em contato com a equipe de McGowan. Gostaríamos de explicar que sua conta foi temporariamente bloqueada porque um de seus tuítes continha um número de telefone particular, o que viola os nossos termos de serviço." O tuíte foi apagado e McGowan teve o acesso normalizado na manhã desta quinta-feira (12). Assim que teve sua conta de volta, a atriz respondeu no próprio comunicado alfinetando a rede social: "Quando uma guerra nuclear vai violar os seus termos de serviço?". A suspensão da conta de McGowan causou comoção e irritação entre seus colegas de Hollywood, que questionaram a empresa. "Hey, @Twitter, nos conte qual dessas regras a @rosemcgowan violou. Perguntando por muitas vítimas de violência sexual", disse a atriz já indicada ao Óscar Jessica Chastain. "E agora ISSO? Vocês permitem liberdade no Twitter para o nosso presidente, mas silenciam uma mulher que fala sobre assédio sexual?", questionou a atriz e escritora Jamie Lee Curtis. Paul Feig, criador da série Freaks and Geeks, também mencionou o presidente norte-americano Donald Trump em sua crítica: "Wow, jura, @Twitter? ESSA é a conta que vocês suspendem em vez do Trump, que ameaçou sumir com outro país? Me suspenda também, por favor".
0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop