Novo porto em Pontal vai gerar empregos, negócios e benefícios sociais

16/10/17 às 20:37 - Atualizado às 20:39 Hamilton Fonseca | Headhunter | Fusões & Aquisições | hamilton@hamiltonfonseca.com.br

Área do futuro porto em fase de construção                 Patrício Júnior CEO do Porto de Pontal

 

Previsto para entrar em operação no segundo semestre de 2020, o Terminal Portuário Porto Pontal terá aproximadamente 1.000 colaboradores e se constituirá na maior área para armazenamento de contêineres do país. Com mais de 625 mil m², investimento de R$1,5 bilhão, será o primeiro terminal do país a operar 100% com equipamentos sobre trilhos. Situado na entrada da Baía de Paranaguá, região conhecida como Ponta do Poço, o porto de Pontal fica a uma distância de 23 quilômetros do alto-mar. Conversamos com Patrício Júnior, experiente CEO contratado pelo acionista majoritário, Grupo JCR, para comandar a operação, junto com o engenheiro civil Ricardo Bueno Salcedo, também na direção institucional.

Em que fase se encontra o empreendimento?
Trabalhamos com um projeto green field e neste momento estamos fechando as ações e licenciamentos iniciais para termos o próximo ano focado na construção e na contratação de colaboradores.

Quais seus principais desafios como CEO do Porto Pontal? 
O principal desafio será fazer do Porto Pontal uma melhor opção ao exportador/importador da região do que hoje são os portos de Santa Catarina. Trabalhando junto com Paranaguá, faremos do Paraná a melhor opção logística da região, que transcende as fronteiras do Paraná.

Quais benefícios para a região?
A cidade vai evoluir na medida em que seus políticos puderem acreditar no potencial de um porto para uma cidade. É só observar algumas experiências no setor, como em Navegantes e Itapoá, em Santa Catarina, ou em Portocel, no Espírito Santo. Desenvolvimento social, econômico e geração de empregos são apenas alguns dos benefícios que um porto pode trazer para o país.

Visão do cenário brasileiro atual?
Existe uma boa análise de PIB, feita por Ricardo Amorim, onde ele fala dos períodos de baixa e das recuperações. Quando o Porto Pontal ficar pronto - em meados de 2020 - o Brasil vai precisar de nós para escoar e aumentar o PIB da região. Estaremos no momento de recuperação. Toda nossa visão é positiva.

Breve histórico profissional
Sou formado pela Escola de Oficiais da Marinha Mercante do Rio de Janeiro e com MBA em Logística Portuária pela Universidade de São Paulo, Liderança e Estratégia para Executivos pelo IMD, na Suiça, e Gerenciamento de Terminais pela Lloyds Maritime Academy, em Londres. Ocupei cargos em empresas como Sealand, Maersk Line, além de ter atuado no CTO-Ceará Terminal Operator, no Aqaba Container Terminal (Jordânia), no APM Terminals Jordânia e Panamá e no Porto Itapoá.


CURTAS

  • O escritor, jornalista e professor de ética da USP Clóvis de Barros fará palestra em Curitiba nesta terça (17) para os médicos cooperados da Unimed Curitiba. O evento, realizado anualmente, é em comemoração ao Mês do Médico. Barros falará sobre a vida que vale a pena ser vivida.
  • Livro:”Qualidade de vida e promoção da saúde como objeto da educação física”.Tese de doutoramento elaborada pelo Prof.Gumercindo Vieira do Santos, demonstra a importância do papel pedagógico do Profissional de Educação Física em relação à população e a imposição do desafio de articular novos conteúdos e abordagens sobre o tema nos programas de formação. Editora CRV. Informações: 41 9.8802-8716

FRASE

“Deixe para trás o que não te leva para frente”
(Autor desconhecido)


   

 

 

www.hamiltonfonseca.com.br

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop