Coluna Falando com as Torcidas: Atlético, Coritiba e Paraná

17/10/17 às 00:00 - Atualizado às 14:32

Fraco

A torcida atleticana é demais. Foram até o Pacaembu apoiar o time e lotaram toda a parte do visitante. Imagino a raiva que deu quando foi anunciada a escalação de Douglas Coutinho e Pablo. O pior é que nosso técnico, infelizmente, não tem capacidade de ser nosso treinador. Já deveria ter ido embora junto com Paulo Autuori, e mais alguns do chamado DIF. Afinal, se tem alguém que contratou mal, foram eles. Um time fraco em campo, sem vontade, não chega a lugar nenhum. E esse foi o Atlético lá em São Paulo, ressuscitando mais um que estava na zona de rebaixamento. Quinta será em Salvador, contra o Vitória. Será que podemos ver o time ter um pouco de vontade? E nossa torcida? Quando vão realmente fazer o que prometeram? Está na hora de mudar esse foco negativo. A torcida é o que de real existe em um clube de futebol. Está na hora de enxergarem isso!
Um Ultra abraço!
Gabriel Barbosa | barbosagabriel@ig.com.br


Medidas radicais e urgentes
Nova derrota em casa, um time fracassado, sem alma e sem coragem. Um time nitidamente que não dá o menor sinal vital de que irá sair dessa UTI. Tem tudo para "morrer" no fim do ano. A derrota para o Grêmio, em mais um grotesco erro - num jogo onde novamente não mostrou força ofensiva para preocupar os adversários -, coloca mais um peso enorme nos ombros da coletividade Coxa-Branca, quem irá pagar o preço no fim do ano. Se fosse um Clube organizado e bem administrado, medidas radicais e urgentes seriam tomadas. Escrevo isso no domingo, às 21h48. Não sei se mudanças na comissão técnica e mais uma dúzia de jogadores escanteados ocorrerão até a próxima rodada. Pelo que a cúpula coritibana demonstrou até aqui, nada mudará. E sem mudanças comportamentais, não espero resultados diferentes. Pela história recente de Coritiba, Marcelo Oliveira poderia fazer um favor à torcida - quem REALMENTE sofre - e deixar o Alto da Glória. A mudança começaria com ele, para que um novo treinador coloque vários atletas para treinar em separado. Só deve entrar em campo com a camisa do Coritiba quem tem coragem e tesão.
Coritiba, a Torcida que nunca abandona!
Luiz Betenheuser | blogluiz@gmail.com


Para o alto e avante
Na última sexta-feira o Paraná esteve à prova tanto no aspecto desportivos como no referente à torcida em pleno Durival de Brito. No tangente aos apaixonados tricolores o evento mediria a "febre", vez que seria numa sexta chuvosa à noite, no meio do feriadão. Já no aspecto desportivos, o teste envolverá um embate direto frente oponente embalado e com pretensões.No primeiro aspecto, a torcida deu novo show, lutando inclusive o setor de visitantes destinado aos locais, numa prova de apoio e reconhecimento.
Sobre a partida... O trio trapalhão que ficou reconhecido nacionalmente pelos equívocos em Inter e Luverdense no primeiro turno, comprovou que não está no nível dos melhores. Errou muito, tendo inclusive ordenado a volta de uma cobrança de falta. No repeteco, Maranhão abriu o placar. O trio invertia faltas e enervava elenco e torcida, não o suficiente para impedir o vôo de Maidana. Quatro gols em cinco jogos para o defensor.
A partida seguia nervosa e o trio, errando. Ora invertendo faltas, ora não dando penalidades. Ruim para ambos, chegou até a marcar uma penalidades em favor do tricolor, tendo voltado atrás três minutos depois. A lambança no apito só não foi maior porque o tricolor fez apresentação exemplar, tendo a maiúscula virada sido efetivada após magistral cobrança de falta de João Pedro.
O placar confirmou o belo momento paranista e mantém o embalo para o duelo frente o Ceará, que deverá ter casa cheia. O Tricolor vem bem e, ao natural, faz os resultados que necessita, dando a espectativa de que frente o Ceará, mesmo fora de casa, seguirá no alto, e sempre avante.
Força Tricolor
David Formiga | davidformiga@gmail.com

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop