Ser lembrado é importante?

24/10/17 às 00:00 Desmar Milléo Junior

Dias atrás conversava com um dos editores de uma das revistas que escrevo e ele comentava que se marketing não fosse importante, a Coca-Cola já teria parado de fazer propaganda, afinal é o refrigerante mais conhecido do mundo. Mas o que vemos é que não conseguimos passar muito tempo sem ver alguma coisa relacionada a tal marca. Tudo isto é para que ela fique gravada no nosso subconsciente, para que quando a gente imaginar ou pensar em um refrigerante, a gente pense nela, como se ela fosse à única no mercado. Assim como a Coca, temos várias marcas que investem milhões em propaganda para manterem-se vivas em nossas memórias.
Então qual seria o fundamento deste pensamento para trazermos para nossa vida pessoal e profissional? Seria mais ou menos como diz o ditado: quem não é visto não é lembrado!
Canso de falar nas minhas palestras, principalmente para vendedores, da importância de ser lembrado. Faço perguntas do tipo: Será que o seu cliente tornará a comprar com você? Ele comprará determinado produto independente do vendedor? Ele buscará outros fornecedores no mercado? Sempre friso que no mundo competitivo que temos hoje, conquistar novos clientes é importante e fundamental, mas dá muito mais trabalho do que se fazer lembrado pelo já existente.
Talvez você não seja um vendedor, mas apenas queira melhorar de cargo na empresa em que trabalha. Então ai vão algumas perguntas: Qual será o primeiro nome que virá na cabeça do seu chefe? Será o seu? Você conseguiu deixar gravado no subconsciente dele que você é a única opção para o cargo?
Sei que muitos ainda confundem bajulação com ser lembrado. No entanto, são coisas totalmente distintas. O profissional antes de qualquer coisa tem que saber vender a si mesmo. Deve aproveitar as oportunidades de expor suas idéias, ser criativo, cativante, não se acomodar com o sucesso, buscar novos desafios, ou seja, mostrar que está vivo e pronto para o que der e vier. Infelizmente não vejo muita preocupação dos vendedores em manter os seus clientes ou dos profissionais em conquistar seus superiores. Não é preciso sair vendendo o seu “peixe” para qualquer um. Tenha um foco. Trace estratégias. Mantenha seus clientes mais valiosos e mostre-se para quem realmente tem o poder de decisão.
Poderia ficar aqui falando de várias formas para que a “marca você”, nunca seja esquecida, mas tenho certeza de que você é capaz de se fazer lembrado. Se a regra vale para a Coca-Cola, imagine para você!!!!!!!!
Um grande abraço e boa semana.
#treinamentoscomjogosdenegocios&palestrasdemetasevendas

Desmar Milléo Junior, Autor do Livro: “Apenas Boas Intenções Não Bastam”,  Palestrante nas áreas motivacional, comportamental e vendas.Treinamentos com Jogos de Negócios & Simuladores.
SITES: www.milleo.com.br  &

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop