Temer dá desconto de até 60% em multas ambientais

24/10/17 às 21:37 Ceres Battistelli | cerestb@gmail.com
(foto: Denis Ferreira Neto)

O presidente da República, Michel Temer, assinou no dia 20 de outubro decreto que permite a conversão de multas ambientais não quitadas em prestação de serviços de melhoria do meio ambiente, como o reflorestamento de áreas degradadas. A medida autoriza que mais de R$ 4 bilhões em multas aplicadas por órgãos federais como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) sejam convertidas em investimentos ambientais.

O texto modifica o Decreto 6.514 , de 2008, tomando por base a Lei 9.605, de 1998, a chamada Lei de Crimes Ambientais, que já prevê que as multas simples podem ser convertidas em serviços de preservação, melhoria e recuperação da qualidade do meio ambiente.

 

Eólicas abasteceram 10% do Brasil em agosto

No mês de agosto, a geração de energia eólica foi responsável por 10% de energia da matriz elétrica brasileira, com 5.825 MWmédios. É a primeira vez que a fonte atinge os dois dígitos de representação na matriz. Os dados são do boletim de “Dados Mensais ABEEólica” de outubro de 2017

Os dados mensais da ABEEólica também mostram que o Brasil chega a outubro com 12,33 GW de capacidade instalada de energia eólica, em 491 parques eólicos. Em construção e contratados, há 5,12 GW em outros 228 parques que estarão prontos até 2020.

Dia do Desafio Ambiental 2017 promove o descarte correto de resíduos em Curitiba
Acontece no dia 28 de outubro, das 8h às 18h, no Carrefour Parolin, em Curitiba, o “Dia do Desafio Ambiental 2017: descarte correto de resíduos”. O objetivo é estimular o descarte correto de resíduos e realizar a coleta de diversos materiais, que podem ser reciclados ou receber a destinação ideal, como entulho, baterias ou medicamentos. O desafio este ano é superar a marca das 17 toneladas que foram arrecadadas durante o evento de 2016.

Serão coletados materiais como eletroeletrônicos, recicláveis, óleo de fritura, entulho, gesso, madeira, medicamentos, pilhas e baterias, pneus, lâmpadas (10 por pessoa) e material têxtil (exceto os equipamentos de proteção individual – EPIs). A iniciativa é do Sinduscon-PR, FIEP, Instituto Paranaense de Reciclagem e outros parceiros.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Últimas de Conteúdo sustentável
Conteúdo sustentável Começa a COP 23 na Alemanha
Blogs
Ver na versão Desktop