Estudantes de Curitiba fazem réplica de Tiranossauro Rex. Veja a foto

04/11/17 às 17:16 - Atualizado às 22:49 SMCS
(foto: Divulgação)

Uma réplica gigante de dinossauro, maior do que um homem, foi feita nas últimas semanas na Escola Municipal Mirazinha Braga, no bairro Bom Retiro. Mais de dez metros quadrados de papel craft, garrafas pet, jornal, papel seda, cola de trigo e tintas foram usados no trabalho interdisciplinar entre Ciências e Arte, desenvolvido por mais de cem estudantes que frequentam as turmas de 4º ano da unidade.

Adultos e crianças trabalharam em conjunto para criar o dinossauro de papel. “O tema é uma mediação para que os estudantes aprendam conceitos científicos, tipos de textos, viabilizados pela pesquisa e pela produção, exercitem a criatividade com o manuseio do trabalho artístico, consigam relacionar tempo, espaço e a relação do homem com o meio, além de torná-los protagonistas de novos saberes”, destaca a diretora da escola, Danielle Angela Rodrigues de Oliveira.

Conhecer as espécies, tamanhos e características desses animais foi o ponto de partida do aprendizado, seguido por sessões de vídeos, pesquisas literárias, científicas e digitais, releitura de produções de ficção sobre o assunto, criação de cartazes, estudo e cálculos sobre proporção, simetria, textura, peso, altura, mistura de cores e estratégias de modelagem do material. Toda a etapa de confecção do dinossauro teve momentos da teoria em sala de aula e de prática no espaço de montagem do animal.

Todo o trabalho e dedicação valeu a pena, segundo Bianca Bordignon Costa. “Eu me senti uma artista. Nós fizemos nossa própria cola, usamos garrafas pet e demos forma a um animal pré-histórico. Ficou lindo! Eu ainda não acredito que crianças de 8 a 10 anos conseguiram uma produção tão rica, como a que fizemos”, diz a estudante.

Arte para o museu
A réplica de Tiranossauro Rex de 4 metros de comprimento, 1,70 m de altura e 10 quilos agora pode ser vista no Museu da Vida, que recebeu a peça. O museu aumentou a interatividade do espaço com a inserção do novo morador.

“Depois de nos inspiramos com nossos professores, agora podemos compartilhar nosso trabalho com os visitantes do museu”, afirma João Teodoro, de 9 anos.

O trabalho também resultou na criação de um livro, com as produções textuais e ilustrativas dos pequenos autores que puderam surpreender a equipe pedagógica e as famílias com a riqueza de detalhes e vocabulário. “A formação aliada às práticas que motivam as crianças a integrarem saberes, movimentarem os espaços da escola e ir além dos muros da instituição ampliam as possibilidades da formação de qualidade”, afirmou a professora Andréa Cristina Barbosa Benthiem.

Serviço
O Museu da Vida fica na Rua Jacarezinho, 1.691, no bairro Mercês.
Abre todos os dias das 8h às 19h, inclusive finais de semana e feriado.
O estacionamento é gratuito.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop