Paraná é derrotado na 'Batalha de Pelotas', mas segue no G4

07/11/17 às 22:24 - Atualizado às 10:22 Silvio Rauth Filho
(foto: Italo Santos/Futura Press)

O Paraná Clube perdeu por 2 a 0 para o Brasil-RS, nessa terça-feira (dia 7) à noite, em Pelotas-RS, pela 34ª rodada da Série B. Com o resultado, o time paranaense ficou na 4ª colocação, com 56 pontos. A equipe gaúcha está em 13º lugar, com 42 pontos. O resultado alivou a má fase do Brasil, que só tinha vencido uma das últimas nove partidas.

O Oeste empatou com o Figueirense e está na 5ª colocação, também com 56 pontos. O Paraná fica à frente da equipe paulista no primeiro critério de desempate: número de vitórias (16 a 14).

Clique aqui para ver a classificação da Série B no site Srgoool.

A partida no Estádio Bento Freitas pode até ser chamada de “Batalha de Pelotas”, já que ficou marcada pelas brigas entre jogadores e lances violentos. Apesar do clima tenso, o árbitro não usou o cartão vermelho. Apenas mostrou oito cartões amarelos.

TABELA
Nas últimas quatro rodadas da Série B, o Paraná ainda vai enfrentar Luverdense (em Curitiba), Santa Cruz (em Recife), CRB (em Maceió) e Boa (em Curitiba). Já o Oeste vai pegar Juventude (em Caxias), o Inter (em Barueri), o ABC (em Natal) e o Goiás (em Barueri).

RETURNO
O Paraná agora tem a segunda melhor campanha do returno da Série B, com 29 pontos nas últimas 15 rodadas. O Inter tem 30 pontos nesses 15 jogos.

TÉCNICO
Esse foi o 14º jogo de Matheus Costa no comando da equipe. Ele soma 8 vitórias, 1 empate e 5 derrotas pelo clube.

ESCALAÇÃO
O Paraná não tinha Leandro Vilela, Guilherme Biteco e Minho, todos em recuperação. O esquema tático foi o 4-2-3-1 de sempre, com três meias ofensivos: Renatinho (centro), João Pedro (direita) e Robson (esquerda).

PRIMEIRO TEMPO
O jogo começou com nervosismo, intensidade física e marcação forte, além de brigas e empurrões entre os jogadores. A arbitragem teve dificuldades para coibir o uso excessivo de força por parte das duas equipes. Com a bola rolando, o Brasil bombardeou a área, insistindo em cruzamentos e bolas altas. A dupla Brock e Maidana conseguiu rebater quase todos os ataques. O Paraná teve dificuldades para atacar.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo não teve a mesma intensidade física do primeiro, mas o jogo continuou tenso e com disputas fortes. O Brasil começou a levar vantagem nas pontas, com os dribles de Misael e Marcinho. O Paraná continuou demonstrando nervosismo e quase não atacou. Aos 8, troca no meio-campo. Saiu João Pedro e entrou Zezinho. O time gaúcho fez 1 a 0 aos 11 minutos, em jogada individual de Marcinho finalizada por Marcinho. Aos 20, troca no setor ofensivo. Saiu Alemão e entrou Vitor Feijão. Aos 25, o segundo gol do Brasil. Depois de escanteio e defesa do goleiro Richard, Rafinha aproveitou rebote e fez 2 a 0. Aos 26, troca na lateral-esquerda: Rayan entrou no lugar de Igor.

BRASIL 2 x 0 PARANÁ
Brasil: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Teco, Leandro Camilo e Marlon; João Afonso, Leandro Leite, Itaqui, Rafinha, Marcinho (Cassiano) e Misael (Calyson); Lincom (João Afonso). Técnico: Clemer
Paraná: Richard; Cristovam, Iago Maidana, Brock e Igor (Rayan); Vinícius Kiss, Gabriel Dias, João Pedro (Zezinho), Renatinho e Robson; Alemão (Vitor Feijão). Técnico: Matheus Costa
Gols: Rafinha (11-2º e 25-2º)
Cartões amarelos: Renatinho, Igor, Gabriel Dias (P). Marlon, Rafinha, Leandro Camilo, Marcinho, Éder Sciola (B).
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas-RS

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
5 – Renatinho cobra escanteio. Igor cabeceia. O goleiro segura.
7 – Falta de média distância. Itaqui chuta forte. Richard rebate.
19 – Misael cruza. Rafinha cabeceia para fora.
27 – Escanteio. Rafinha cruza. Leandro Camilo cabeceia. Alemão tira na pequena área.
41 – Falta de longa distância. João Pedro lança para a área. Igor cabeceia perto, ao lado do gol.

Segundo tempo
6 – Robson invade a área, finta o marcador e chuta cruzado. A bola passa perto.
11 – Gol do Brasil. Marcinho dribla dois na ponta, tabela com Itaqui e rola para Rafinha chutar para o gol vazio.
23 – Falta de média distância. Brock solta a bomba. O goleiro rebate no centro do gol.
24 – Itaqui chuta de longe. Richard rebate para escanteio.
25 – Gol do Brasil. Itaqui bate escanteio. Leandro Leite cabeceia. Richard espalma. Rafinha pega o rebote e marca.
39 – Bate e rebate na área. Rayan briga. A bola sobra para Zezinho, que chuta perto, ao lado.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop