Vídeo mostra execução metódica de vítimas no Texas, diz polícia

08/11/17 às 16:26 Folhapress
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um vídeo mostra o atirador que matou 26 pessoas em uma igreja no Texas executando as vítimas de forma metódica, com tiros na cabeça, afirmou nesta quarta-feira (8) um policial que acompanha as investigações. O policial, que viu o vídeo, descreveu que Devin Kelley disparou por sete minutos, percorrendo a igreja e atirando na cabeça de cada vítima, incluindo crianças. A filmagem do culto, feita pela própria igreja, não foi divulgada. Uma "situação doméstica", segundo as autoridades, teria sido o motivo da chacina. A Primeira Igreja Batista de Sutherland Springs era frequentada pelos sogros de Kelley -que não estavam no local no domingo (5). A avó de sua mulher, porém, é uma das vítimas do ataque. Nesta terça-feira (7), foi revelado que Kelley havia fugido de um hospital psiquiátrico em 2012, quando havia sido internado após agredir sua mulher e o filho. Na época com 21 anos, Kelley servia na Base Aérea de Holloman, no Novo México. O relatório policial sobre a fuga de Kelley afirma que um funcionário do hospital disse que ele "sofria de distúrbios mentais" e que "tentava consumar ameaças de morte" contra "seus superiores militares". De acordo com esse funcionário, Kelley "era um perigo para ele mesmo e outros, pois já havia sido pego contrabandeando armas de fogo para a Base Aérea Holloman". Meses depois, ainda em 2012, Kelley foi condenado por uma corte marcial pelas agressões à mulher e ao filho e foi sentenciado a passar um ano em uma prisão militar. Ele teve a patente reduzida e depois foi dispensado por má conduta.
0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop