Hashtag #coisadepreto no Twitter destaca negros e negras que fizeram história

09/11/17 às 18:32 Redação Bem Paraná
(foto: Reprodução/Twitter)

Graças a declaração racista do apresentador da Rede Globo William Waack, que afirmou que as buzinas que o incomodavam eram “coisa de preto”, milhares de pessoas postaram no Twitter nomes, fotos e histórias de negros de destaque nas mais diversas áreas do conhecimento da arte, como política, esportes, música, economia, filosofia. dança, televisão. cinema, astronomia, nesta quinta-feira (9). A hashtag #coisadepreto ficou praticamente o dia todo no trending topics do Twitter. "Estou emocionado aqui com essa homenagem. É a resposta espontânea", escreveu um interanauta. 

Entre as centenas de homenageados com a hashtag #coisadepreto, estão Lewis Hamilton, Barack Obama, Alcione, Elza Soares, Machado de Assis, Lázaro Ramos, Jimi Hendriz, Mile Davis, dona Ivone de Lara, Nelson Mandela, Nina Simone, Michael Jackson.

 

Acompanhe os tuítes com a hasgtag #coisadepreto

Veja o vídeo que vazou na internet

Após denúncia de racismo, Waak é afastado do Jornal da Globo

 

Renata Lo Prete apresentou o "Jornal da Globo" na noite desta quarta-feira (8) no lugar do titular William Waack, afastado pela emissora depois de um vídeo publicado na internet em que ele afirma, irritado, que o barulho de uma buzina é "coisa de preto". A jornalista iniciou a edição do telejornal lendo o comunicado oficial divulgado pela emissora sobre o caso. "A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida."

O jornalista aparece no vídeo antes de uma entrevista com Paulo Sotero, diretor do Brazil Institute, do Wilson Center, num estúdio em frente à Casa Branca, nos EUA. "Tá buzinando por quê, seu merda do cacete? Não vou nem falar porque eu sei quem é." Na sequência, Waack olha para o convidado e diz, em tom baixo: "É preto. É coisa de preto." O vídeo é do dia 9 de novembro de 2016, mas ganhou destaque nas redes sociais ao longo desta quarta-feira (8). 

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop