Paris inaugura restaurante onde clientes podem entrar nus

12/11/17 às 22:00 - Atualizado às 21:56
(foto: Divulgação)

Foi inaugurado em Paris, no último dia 2, o O’naturel, primeiro restaurante da capital francesa que convida os clientes a tirar a roupa para se sentar à mesa. O restaurante tem 40 lugares e encoraja tanto os nudistas de longa data quanto os novatos a experimentar essa ‘total liberdade’. O restaurante iniciou sua atividade com uma noite semi-privada, com membros da Associação Naturista de Paris, que apoiaram a iniciativa desde o início e estavam ansiosos pela inauguração, explicaram ao Le Parisien Mike e Stéphane Saada, os dois irmãos por trás do projeto. Pelo mundo, há locais com a mesma proposta, como o The Bunyadi em Londres, o The Amrita em Tóquio, que foi criticado depois de revelar planos para pesar os clientes na entrada e impedir que pessoas com excesso de peso entrem.


Problema no Brasil não é ‘rapaz nu’ no museu, é desigualdade, diz Caetano
Caetano Veloso afirmou que o maior problema do Brasil é a desigualdade econômica e que a interação de criança com artista nu no Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo não é pedofilia. O cantor esteve no programa Altas Horas, da TV Globo, exibido na madrugada de ontem. “O maior problema do Brasil é a desigualdade. É disso que eles querem fazer a gente se esquecer, criando essas cortinas de fumaça, mas nós não nos esqueceremos. Havemos de vencer a desigualdade. E é isso que nós temos que ter coragem de mudar, não ficar discutindo se um rapaz nu deitado e uma menina que foi levada pela mãe, pegada pelo tornozelo, é pedofilia, é claro que não é pedofilia”, disse o compositor, depois de uma pergunta de Serginho Groisman sobre a censura e os limites da arte. Caetano Veloso se apresentou com seus filhos Moreno, Zeca e Tom durante o programa. Também falou sobre o ódio na internet e sua relação com as redes sociais. Seu filho Moreno Veloso confessou que o pai não tem celular.


Hollywood tem passeata contra abuso sexual
Milhares de pessoas se reuniram ontem em Los Angeles para a passeata em apoio às vítimas de agressão sexual e assédio, inspiradas por uma campanha de mídia social que retratou o abuso como uma característica generalizada da vida americana. A marcha #MeToo, com uma manifestação no cruzamento do Hollywood Boulevard, é resultado de uma série de acusações de homens e mulheres vítimas de pessoas de alto escalão da indústria do entretenimento. O produtor de filmes Harvey Weinstein, o ator Kevin Spacey e o comediante Louis C.K. estão entre os acusados mais proeminentes. “A conversa em torno do assédio em Hollywood incluirá outras indústrias se forçarmos a isso!”, disseram os organizadores na página do evento no Facebook.


Aos 75 anos, Paulinho da Viola estreia em redes sociais
É uma estreia improvável para um senhor de 75 anos, em particular este senhor: ontem em seu aniversário, Paulinho da Viola passou a existir nas redes sociais, com a criação de seus perfis no Facebook e no Instagram. Notoriamente tímido e avesso a qualquer tipo de cacofonia, o cantor e compositor ainda soa desconfiado em relação à empreitada. “Eu sou um cara do século 19, sou marceneiro, toco cavaquinho e violão, entende? Não tenho nada a ver com isso aí, isso é uma coisa de outro tempo.” Sua família, no entanto, o convenceu da importância de estar presente nessas redes que concentram 3 bilhões de pessoas atualmente.


Níver do dia

Gerard Butler, ator escocês, 48 anos

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop