Paraná Clube pega um Santa Cruz rebaixado e em crise

13/11/17 às 18:36 - Atualizado às 23:29 Silvio Rauth Filho
O zagueiro Brock, do Paraná (foto: Geraldo Bubniak)

O Paraná Clube espera enfrentar nesta terça-feira (dia 14) às 21h30, em Recife, o Santa Cruz, pela 36ª rodada da Série B. O time paranaense já está no Nordeste e aguarda para saber se o adversário vai entrar em campo. Já rebaixado para a Série C, o Santa Cruz enfrenta grave crise de salários atrasados e os jogadores ameaçam não entrar em campo.

Caso não entre em campo, é declarado o WO. Com isso, o Paraná ganha os três pontos e o Santa Cruz soma mais uma derrota. No entanto, o caso será julgado pelo STJD e o clube pernambucano pode sofrer outras punições, como multa de até R$ 100 mil e suspensão de até dois anos.

Os jogadores do Santa Cruz estão com três meses de salários atrasados. Integrantes da comissão técnica estão no quarto mês de atraso. Funcionários de outros setores vivem situação mais grave – chega a seis meses em alguns casos.

Em campo, o time pernambucano não vence há 11 partidas (seis empates e cinco derrotas).

Para os jogadores do Paraná, porém, o fato do adversário já estar rebaixado não facilita o duelo. “Pode ficar mais complicado ainda, porque jogam sem pressão. Não vai ser fácil”, disse o zagueiro Brock.

O ponta Minho, que voltou a ficar no banco após dois meses em recuperação, também pede atenção especial ao time. “No momento estamos focados na partida. Independente do que está acontecendo fora dos campos, nós precisamos manter a concentração para o jogo. Sabemos que será um jogo difícil, mas vamos lutar até o fim pelos três pontos”, afirmou.

O técnico do Paraná, Matheus Costa, alertou para os perigos desta partida. “Acima de tudo temos que pensar em nós, o que podemos produzir e fazer para conquistar a vitória. Uma prova foi o ABC. Eles ficaram uma semana em greve e ganharam do Londrina por 3 a 0. Será mais um jogo difícil”, declarou.

ESCALAÇÃO
Em relação ao time, Matheus Costa poderá repetir a escalação da última rodada, mantendo no banco o centroavante Alemão e o lateral-esquerdo Igor. A única baixa é o volante Jhony, em recuperação. “Estamos com o elenco todo a disposição. O Jhony ainda não está viajando para Recife, mas pode ir para Maceió”, disse. Depois de pegar o Santa Cruz, o Paraná vai a Maceió enfrentar o CRB.

No banco, uma das novidades é o ponta Minho. “Fiquei dois meses parado, mas creio que quando surgir a oportunidade de entrar, independente do tempo, vou dar o meu melhor para ajudar meus companheiros a conquistar o acesso”, disse ele, que pode atuar na esquerda (na função de Vitor Feijão) ou na direita (no lugar de João Pedro). “Estou à disposição para jogar dos dois lados”, afirmou.

SANTA CRUZ x PARANÁ
Santa Cruz: Julio Cesar; Walber, Anderson Salles, Guilherme Mattis e Yuri; Wellington Cézar, Thiago Primão e João Paulo; André Luís, Bruno Paulo e Ricardo Bueno. Técnico: Marcelo Martelotte
Paraná: Richard; Cristovam, Eduardo Brock, Iago Maidana e Igor; Gabriel Dias, Vinícius Kiss, João Pedro, Renatinho e Vitor Feijão; Robson. Técnico: Matheus Costa
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Local: Arruda, em Recife (PE), terça-feira às 21h30

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop