Honda Rebel: uma motocicleta cheia de personalidade e estilo

06/12/17 às 18:30
Moto com 500 cc é acessível para iniciantes. (foto: Divulgação)

O programa de desenvolvimento da Honda Rebel nasceu sob a influência predominante de duas palavras: “Simplicidade” e “Pureza”. A Rebel é uma moto simples em diversos aspectos, prática do ponto de vista da utilização e fácil para aqueles que pretendem exercitar o “hobby” da customização. Sua pureza se destaca pela escolha do característico estilo Bobber, onde os pneus largos e o design minimalista – onde todos os detalhes contam mas nenhum predomina sobre o outro – se destacam. Trata-se de um “papel em branco” para dar asas à criatividade dos fãs da personalização.A marcante silhueta Bobber exalta detalhes como o tanque de combustível essencial de 11,2 litros de capacidade, o largo guidão, o farol redondo e o sintético “painel de instrumentos”, reduzido a apenas um velocímetro compacto de 100 mm de diâmetro com tela LCD embutida. O característico banco predomina no design da parte central da Rebel e, por fidelidade ao estilo Custom, a porção destinada ao passageiro é mínima, projetada para ser facilmente removida por intermédio de apenas dois parafusos. As pedaleiras do passageiro também preveem a retirada sem que isso repercuta de modo negativo no âmbito estético. Tais possibilidades destacam o lado individualista, característico das Bobber mais radicais. O renomado motor bicilíndrico derivado daqueles que equipam as CB500X, CBR500R e CB500F teve o mapeamento da injeção de combstível PGM-FI adequado para exaltar o torque em baixas rotações, característica mais coerente com o modelo. Segue este espírito a ponteira do escape 2 em 1 estilo “Shotgun”, que emite sonoridade pulsante e profunda. O câmbio tem seis marchas e a transmissão final é por corrente. O aspecto rebaixado da Rebel é, em grande parte, devido a seu inédito chassi tipo Diamond realizado em tubos de aço. Concebido para ser o mais baixo e estreito possível na área do assento do piloto, apenas 690 mm de distância separam o banco do solo o que não apenas significa uma posição de pilotagem equilibrada e neutra como favorece manobras em baixa velocidade e sensação de segurança, tão necessária aos pilotos iniciantes. A suspensão dianteira tem tubos de 41 mm com afastamento de 230 mm, exigência determinada pelo largo pneu dianteiro medida 130/90-16. Atrás a balança de suspensão é feita em tubos de aço de diâmetro generoso, 45 mm, que trabalha com dois amortecedores que permitem ajuste na pré-carga da mola. As rodas são de alumínio fundido e a frenagem com sistema ABS está entregue a um disco simples na dianteira e traseira. À frente o cáliper tem duplo pistão e atrás o pistão é simples.

 

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop