Flamengo sai na frente, mas perde para o Independiente no 1º jogo da final

06/12/17 às 23:37 Redação Bem Paraná

O Flamengo saiu uma frente, mas não resistiu ao Independiente e acabou derrotado por 2 a 1 no primeiro jogo das finais da Copa Sul-Americana, na noite desta quarta-feira (6). A partida foi disputada em Avellañeda, cidade da Grande Buenos Aires, na Argentina. Com isso, o time brasileiro larga em desvantagem na decisão.

O segundo jogo da final está marcado para o dia 13, a próxima quarta-feira, no Maracanã. O Flamengo precisa de uma vitória por dois gols de diferença. Se vencer por apenas um gol, o título será decidido nos pênaltis. Na final da Copa Sul-Americana, o gol fora de casa não vale como critério de desempate. O Independiente joga pelo empate para ser campeão.

Se o Flamengo conquistar a Sul-Americana, conseguirá vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores de 2018. Com isso, abrirá uma vaga para um time brasileiro – no caso, o Atlético-MG – nas fases preliminares da competição no próximo ano.

Na história da Copa Sul-Americana, o Flamengo nunca conquistou o título. Já o Independiente foi campeão em 2010, ao bater o Goiás na decisão. Além disso, o time argentino é o maior  vencedor da história da Copa Libertadores, com sete títulos (1964, 1965, 1972, 1973, 1974, 1975 e 1984) – por isso é chamado de ‘Rey de Copas’ na Argentina. O Flamengo faturou a Libertadores apenas em 1981.

O jogo

O Flamengo abriu o placar logo aos 8 minutos. Trauco cobrou falta para a área e o zagueiro Réver cabeceou para cima. A bola subiu, encobriu o goleiro Campaña e entrou no canto direito. Mas depois disso o Independiente cresceu. E chegou ao empate aos 28 minutos. Após contra-ataque, a bola caiu com o atacante Gigliotti na área. Ele bateu de primeira no contrapé de César.

Aos 8 da etapa final, o Independiente virou. Barco passou por Pará e Réver pela ponta e cruzou. Meza chutou de primeira, da entrada da área, e acertou o canto direito do goleiro César. E m seguida ao gol, o meia Everton entrou no lugar de Lucas Paquetá. O Flamengo tentou pressionar, mas deu espaço para os argentinos contra-atacarem. Ninguém mexeu no placar até o fim.

 

INDEPENDIENTE 2 x 1 FLAMENGO

Independiente: Campaña; Bustos, Alan Franco (Amorebienta), Gastón Silva e Tagliafico; Diego Rodríguez, Meza (Domingo), Sánchez Miño; Martín Benítez (Martínez), Gigliotti e Barco. Técnico: Ariel Holan

Flamengo

César; Pará, Réver, Juan e Trauco; Cuéllar, Willian Arão, Éverton Ribeiro, Diego (Vinícius Júnior) e Lucas Paquetá (Everton); Felipe Vizeu. Técnico: Reinaldo Rueda

Gols: Réver (8-1º), Giglioti (28-1º), Meza (8-2º)

Cartões amarelos: Bustos, Amorebienta, Tagliafico, Diego

Árbitro: Mario Diaz de Vivar (Paraguai)

Local: Estadio do Independiente, em Avellañeda (Argentina), quarta-feira

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop