18º

Dicas para escolher a melhor fechadura

Vida útil de produto depende da escolha mais adequada para o ambiente proposto

05/01/08 às 00:00 - Atualizado às 22:03   |  Maria Teresa Marques - Agência Estado
Estima-se que a compra de uma fechadura acontece na vida da pessoa de dez em dez anos, ou 15 em 15 anos. Por conta disso, diz o diretor-comercial do Grupo Papaiz, José Carlos Cattel, o consumidor não tem muito conhecimento sobre tipos e funções de fechaduras. “É normal que ele escolha mais pelo design das peças”. Cattel explica entretanto que as embalagens dos produtos são importante fonte de informações. E conter esses dados foi decisão dos fabricantes que se reúnem periodicamente no âmbito do Programa Brasileiro de Qualidade do Habitat (PBQ-H), do governo federal, do qual Cattel é o gerente para o setor.

Assim, para que o consumidor tenha mais condições de escolher o produto adequado, as embalagens atuais contêm informações sobre três itens técnicos importantes: tráfego, segurança e corrosão.

No que se relaciona ao tráfego, são três os níveis, explica o diretor da Papaiz: leve, moderado, alto e o critério é quantas vezes a porta é aberta e fechada. No item relativo à segurança, é a maior ou menor resistência a arrombamentos, também dividida em três níveis — baixa, média e alta.

Quanto à corrosão, é a adequação do produto a determinadas aplicações, explica Cattel, como utilização em ambiente urbano, na área rural ou no litoral.
No caso da corrosão, o alumínio é o mais resistente. Para uma boa segurança, Cattel sugere o latão, “que tem maior resistência mecânica.”

 O que é importante na troca de fechadura
 Resistência à corrosão - as de alumínio são as mais resistentes

Resistência a arrombamentos - três níveis: alta, média e baixa

Capacidade deabsorver tráfego (considerando número de vezes em que a porta é abertae fechada).Três níveis: leve, moderado e alto

Alta segurança (para portas blindadas)

Fonte
: diretoria comercial do Grupo Papaiz




Publicidade
0 Comentário