Médico acusado de matar a ex é preso após postar foto em rede social

12/01/18 às 15:41 Redação Bem Paraná com G1
(foto: Reprodução)

Foragido desde o dia 18 de dezembro, o médico Álvaro Pereira foi preso por policiais civis do Tocantins na noite de ontem (11/01). Suspeito de matar a professora Danielle Cristina, ele foi localizado em Goiás após postar uma selfie em uma igreja numa rede social. Agora, está sendo transferido para Palmas, onde ficará encarcerado.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito foi encontrado enquanto estava no cinema de um shopping. Antes, chegou a mandar mensagens para a mãe da vítima, conceder entrevista por telefone e até a responder comentários na mesma rede social em que postou a foto na igreja Nossa Senhora a Conceição, em Anápolis (GO).

Dias antes de ser morta, a professora chegou a enviar ao próprio advogado um áudio relatando as agressões sofridas. Na época, o médico chegou a ser detido, mas logo foi solto pela Justiça. A defesa de Ferreira, contudo, contesta os áudios, afirmando que eles não correspondem à verdade.

Álvaro é considerado o principal suspeito do crime porque dois dias antes do homicídio havia invadido a casa da ex-mulher e tentado a eganar. No dia 17, foi solto após audiência de custódia, ao passom que o juiz negou o pedido de prisão preventiva do Ministério Público.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop