14º

Duplo homicídio em Chapecó leva revolta à região

Um criminoso invadiu a fazenda da família Camacho e matou a tiros um agricultor e o filho

09/01/08 às 00:00   |  Agência Estado
Um duplo homicídio ocorrido por volta das 23h de terça-feira (09) na cidade de Chapecó, a 590 Km de Florianópolis, levou pânico e revolta à região oeste de Santa Catarina. Um criminoso invadiu a fazenda da família Camacho e matou a tiros o agricultor Marco Aurélio Guella Camacho, de 44 anos e seu filho, o estudante Mateus Lunardi Camacho, de 20 anos

Em seguida, seqüestrou a esposa de Marco Aurélio, Ângela Lunardi Camacho, de 45 anos, usando o carro da família e fugiu pela cidade, até bater o veículo em um barranco e fugir por um matagal.

Ângela Camacho, que passou duas horas em poder do criminoso, foi encontrada sem ferimentos no porta-malas do veículo e encaminhada a um hospital da cidade. A polícia não descarta nenhuma hipótese para o crime, informou o delegado responsável pelo caso, Dr. Mauro Rodrigues.

A esposa do agricultor e uma de suas duas filhas já fizeram o reconhecimento do assassino através de fotos fornecidas pela polícia, que agora trabalha em buscas pela região. No enterro das vítimas, muita revolta de familiares, que clamavam por Justiça.

Marco Aurélio Camacho era criador de suínos e aves e também plantava grãos. Sua esposa é irmã do secretário de agricultura de Chapecó, Ricardo Lunardi, que falou em nome da família. "Foi uma morte estúpida, dentro de casa. Isso não tem explicação, é desumano", desabafou o secretário. 
Publicidade
0 Comentário