‘Maze Runner’ se despede em alto nível com ‘A Cura Mortal’

Grande estreia da semana, o filme marca o fim da trilogia com muita ação e correria

25/01/18 às 21:45 - Atualizado às 08:25 Adalberto Juliatto, Augusto Tortato e Lucas Paiva | contato@curitibacult.com.br | www.curitibacult.com.br
‘Maze Runner: A Cura Mortal’: desfecho de uma trilogia iniciada em 2014 (foto: Divulgação)

Chegou aos cinemas nesta quinta (25) o final da franquia ‘Maze Runner’, com seu terceiro capítulo intitulado A Cura Mortal. Iniciada em 2014, a adaptação da saga literária escrita por James Dashner seguia um padrão bem popular na época. Um futuro apocalíptico e distópico protagonizado por jovens com foco no próprio público jovem. Assim como outras obras, tal trama envolvendo um labirinto mortal também conquistou o direito de virar uma trilogia cinematográfica.

Indo além do desempenho abaixo da média e críticas desfavoráveis de seus antecessores, ‘A Cura Mortal’ precisou enfrentar outros problemas. Muitos contratempos na produção aconteceram e até mesmo um grave acidente sofrido pelo protagonista Dylan O’Brien durante as filmagens ocasionaram no adiamento de um ano no lançamento. Com tudo nos conformes e com nada a perder, ‘Maze Runner: A Cura Mortal’ teve tempo de sobra para caprichar no seu último exemplar; para então encerrar de forma digna o que anteriormente pode ter causado desconfiança, e assim o fez.

Como o próprio nome já diz, temos aqui Thomas e seu grupo indo atrás de uma possível cura para o mortal fulgor e precisando encarar diversas ameaças. A direção segue nas mãos de Wes Ball, responsável por ‘Correr ou Morrer’ e ‘Prova de Fogo’. O roteirista também é o mesmo dos antecessores: T.S. Nowlin. E manter os mesmos nomes para cuidar dos três longas é de um acerto absoluto, muito graças a isso podemos ter uma história bem encaminhada e sem furos.

Se no primeiro filme conhecemos todo o enredo e nos impressionamos com o ideal do labirinto, o segundo nos colocou a par de tudo por trás daquilo ali. Restou para esta película aqui finalizar e colocar um ponto final nas pontas que foram deixadas abertas ao decorrer. Sendo assim, ‘A Cura Mortal’ torna-se o desfecho preciso e encaixado em que ‘Maze Runner’ sempre se propôs a fazer.
Dá para dizer que é o melhor filme da franquia, principalmente pela boa construção e representação gráfica. Existe um erro gravíssimo de ser muito arrastado com uma duração de 2h30, problema já existente em ‘Prova de Fogo’. Diferente do anterior, aqui cada cena monótona é recompensada na sequência por uma grandiosa cena de ação (incrivelmente bem feitas).
‘Maze Runner: A Cura Mortal’ certamente é o que todo fã do estilo gostaria como encerramento, um filme que deve agradar tanto aos fiéis leitores da saga quanto aqueles que buscam uma ação de qualidade. Criando um ambiente imersivo, onde o espectador consegue se sentir dentro de toda tensão. Além de ser muito bem guiado, filmado e coerente; as reviravoltas finais dão o toque conclusivo essencial à obra.


CINEMA

Oscar: há dois favoritos para a premiação de 2018

Oscar 2018 tem lista de indicados divulgada

Foram anunciados os filmes e atores que estão na corrida pelo Oscar, que será realizado no dia 4 de março. Na categoria melhor filme, nove longas na disputa: ‘A Forma da Água’, ‘Dunkirk’, ‘Me Chame Pelo Seu Nome’, ‘Três Anúncios Para Um Crime’, ‘O Destino de Uma Nação’, ‘Corra!’, ‘Lady Bird’, ‘Trama Fantasma e The Post’.

Dois títulos devem “varrer” os prêmios: ‘A Forma da Água’ e ‘Três Anúncios Para Um Crime’. O primeiro possui 13 indicações, tende a levar as técnicas e de melhor diretor para Guillermo Del Toro. Já o segundo é favorito como melhor filme e roteiro original, além de Melhor Atriz (Frances McDormand) e Melhor Ator Coadjuvante (Sam Rockwell).

Na direção, Del Toro concorre contra Christopher Nolan (‘Dunkirk’), Jordan Peele (‘Corra!’), Greta Gerwig (‘Lady Bird’) e Paul Thomas Anderson (‘Trama Fantasma’). Frances McDormand enfrenta Sally Hawkins (‘A Forma da Água’), Margot Robbie (‘Eu, Tonya’), Saoirse Ronan (‘Lady Bird’) e Meryl Streep (‘The Post’).

Gary Oldman deve levar como Melhor Ator por ‘O Destino de Uma Nação’, poucas chances para Timotheé Chalamet (Me Chame Pelo Seu Nome), Daniel Day Lewis (Trama Fantasma), Daniel Kaluuya (Corra!) e Denzel Washington (Roman J. Israel, Esq.). O Oscar de melhor atriz coadjuvante provavelmente irá para Alisson Janney, por ‘Eu, Tonya’.


SHOWS

Foto: divulgação

Shakira

Shakira vem ao Brasil em outubro; Curitiba fica de fora

Dona de hits que faz você dançar até o chão, Shakira está com as malas prontas para vir ao Brasil. Após adiar sua turnê por problemas vocais, as datas no país foram remarcadas para outubro, quando a cantora passará por São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre. A notícia foi divulgada pelo jornalista José Norberto Flesch. As informações de vendas e valores de ingressos ainda não foram divulgadas.

Seu álbum, “El Dorado”, que dá nome à turnê, levou o Grammy Latino de Melhor Álbum vocal de pop contemporâneo e foi indicado na categoria Melhor Álbum pop latino no Grammy internacional. Segundo nota lançada recentemente em seu site, Shakira pretende retomar com a turnê em junho deste ano.


Curitiba ganhará novo café idealizado por irmãs blogueiras

Finalmente os curitibanos poderão tirar uma foto do seu copinho ORNA e saborear o delicioso café do Jon Fofo. Não entendeu nada? Calma.

O ORNA CAFÉ nem abriu e já é um sucesso nas redes sociais, contando com quase 40 mil seguidores no Instagram. Com um conceito “to go”, que vai proporcionar uma experiência de consumo inovadora na cidade de Curitiba, o empreendimento abrirá as portas no dia 27 de janeiro, no Batel.

O ORNA CAFÉ é a primeira empreitada offline das irmãs Bárbara, Débora e Julia Alcântara, criadoras do blog Tudo Orna, que têm como sócios os empresários Emerson Nery, Fernando Sobczak e Ricardo Pedroni. Para ver as informações completas, só acessar o nosso site.


Teatro

Espetáculo infantil em sessão gratuita neste fim de semana

Cores, instrumentos musicais, bonecos e belas canções compõem o espetáculo Boi Bolé, produzido pela Parabolé Educação e Cultura, e que será apresentado neste sábado (27), às 16h, em sessão gratuita no Espaço Faz de Conta, no Shopping Estação.
O enredo foi escrito a partir de pesquisas do diretor da companhia, Nélio Spréa, sobre o Boi de Reis (Minas Gerais) e o Boi de Mamão (Santa Catarina). O resultado é que as crianças de todas as idades descobrem essa tradição folclórica de uma forma lúdica, envolvente e pra lá de divertida.

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Últimas de Coluna Curitiba Cult
Blogs
Ver na versão Desktop