Pela primeira vez, tartaruga-cabeçuda faz ninho em praia do Paraná

29/01/18 às 12:02 - Atualizado às 12:03 Redação Bem Paraná
(foto: Divulgação)

O Laboratório de Ecologia e Conservação da Universidade Federal do Paraná (UFPR) fez uma descoberta inusitada na manhã de domigo (28). Uma tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta) desovou na praia de Carmery, em Pontal do Paraná.

No Brasil, os principais sítios de desova estão no Nordeste (a Bahia é uma importante área), sendo a temporada de desova entre dezembro e março. No Paraná, esta espécie é registrada pelo monitoramento de encalhes, entretanto esta é a primeira vez que a registramos em atividade reprodutiva. Em busca de um local para desovar, o animal “caminhou pela areia”, passando por poças e raízes da restinga, até que fez a “cama” e depositou os ovos. A tartaruga retornou ao mar logo após a desova.

Como a areia de nossas praias são muito compactadas, mais finas do que nas áreas que esta espécie costuma desovar, e ainda atualmente tem encharcado devido às chuvas, com autorização do Centro Tamar, a equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação do CEM/UFPR via Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), fez a translocação do ninho. A mudança dos ovos para uma área em melhores condições dará mais chance para que estes se desenvolvam.

No total são 131 ovos a serem monitorados com toda a nossa atenção e cuidado. O laboratório alerta que mexer no local de desova é crime ambiental (Lei n 6905 de 12 de fevereiro de 1998).

Caso encontrem algum animal marinho debilitado na praia ou encalhado ligue:0800-642-3341

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama

0 Comentário

Você precisa acessar o seu perfil para comentar nas matérias.

Blogs
Ver na versão Desktop